Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Terapia com cães auxilia tratamento de crianças internadas no CHM

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Terapia com cães auxilia tratamento de crianças internadas no CHM


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

25/08/2018 | 07:00


 O ‘melhor amigo do homem’ pode ser aliado na cura de enfermidades e até mesmo no auxílio de tratamentos. Por isso, o setor de internação da pediatria do CHM (Centro Hospitalar Municipal) Dr. Newton da Costa Brandão, de Santo André, aposta no Humaniza Ped, terapia com cães, projeto idealizado pelos alunos do 6º ano da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC).

Pela segunda vez, na manhã de ontem, os cães-terapeutas do projeto social Pet Afeto visitaram a criançada internada no CHM. O clima de alegria e diversão durou cerca de uma hora, momento em que os pugs Neném e Eleven, e a schnauzer Mel, encantaram os presentes.

As crianças saíram dos quartos, passearam e brincaram com os cachorros e, por algum tempo, esqueceram a razão pela qual estavam ali. Esse é o caso de Eliel Moraes de Almeida, 11 anos, que está há três meses internado. Ele tem doença rara de baixa imunidade e, de acordo com os médicos, há muito tempo não sorria. “Gosto muito de cachorro e fico mais feliz quando eles vêm no hospital”, disse o garoto.

Sua mãe, Fernanda Moraes de Almeida, 34, conta que a situação de ‘morar’ no hospital deixa tanto ela quando Eliel cansados. Com mais três filhos – Ellen, 15; Heloisa, 13; e Enri, 7 –, a dona de casa precisa se desdobrar para atender a todos. “É gostosa essa visita dos cachorros. Também acabo me distraindo. Ver meu filho sorrir é algo maravilhoso.”

“O Eliel é um caso crônico a quem eu não via sorrindo há muito tempo. Além da contribuição terapêutica, a presença dos cachorros serve como incentivo para que as crianças se fortaleçam e esqueçam que estão nesse ambiente de internação”, avaliou a pediatra Marisa Laranjeira, coordenadora da enfermaria do CHM.

No dia da visita haviam 13 internados, no entanto, somando as duas ações, cerca de 100 crianças tiveram contato com os terapeutas de quatro patas.

Marisa destaca que estudos científicos apontam os efeitos calmante e antidepressivo como alguns benefícios da pet terapia. Redução da pressão sanguínea e cardíaca e melhoria do sistema imunológico também estariam associadas.

 

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;