Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

'Vou conseguir falar um pouquinho de mim', diz Bolsonaro sobre tempo na TV

Fernando Frazão/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


24/08/2018 | 15:17


O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) diz que vai usar seu tempo na televisão para "falar um pouquinho" de sua vida e que não pretende gastá-lo fazendo ataques a outros candidatos. "Em 15 segundos, vou conseguir falar um pouquinho de mim, e está bom demais", afirma.

Segundo o candidato, a campanha também teve uma ideia de chamar os eleitores para "lives" (transmissões ao vivo na internet) durante as inserções na televisão. Assim, eles tentariam aumentar o contato com o público, fora do horário regulamentar, pelas redes sociais.

"Há uma ideia de que, segunda, quarta e sexta, quando há propaganda para presidente, quando começar, sempre nesse horário da noite, a gente fazer uma live e chamar o eleitor (pela televisão)", explicou.

O presidente do partido, Gustavo Bebianno, explica que a produção será feita "por um rapaz que a gente contratou na Paraíba, que é baratinho". Ele admite que o contrato com "o rapaz baratinho" será feito com a empresa 9Ideia Comunicação, de João Pessoa, na Paraíba.

"Vamos ter que gastar um pouquinho com produção de vídeo, mas é tudo muito simples. Nosso dinheiro é curto. Vamos gastar R$ 1 milhão no máximo com a campanha toda. A gente come cachorro-quente, dorme no chão muitas vezes em um quarto com oito pessoas", diz.

O contato com a empresa 9Ideia teria sido feito por meio de Julian Lemos, vice-presidente do partido, que é da Paraíba. Nos perfis da empresa nas redes sociais (Instagram e Facebook), é possível ver fotos de Julian em comemorações de aniversário da 9Ideia e um vídeo em que ele toca no violão o jingle da campanha.

Julian recusou-se a dar entrevista à reportagem, alegando que a mídia "distorce informações".

O candidato a vice-presidente da chapa de Bolsonaro, general Hamilton Mourão, explica que, em princípio, não deverá aparecer nas peças publicitárias "porque não é o candidato".

"O candidato é ele (Bolsonaro). Ninguém vota no vice, vota é no presidente. Nosso tempo é tão pequeno que não dá", justifica.

As redes sociais tem sido centrais na estratégia do candidato na corrida presidencial. Bolsonaro é o candidato com o maior engajamento de seguidores na internet. Em julho, levantamento do jornal O Estado de S. Paulo encontrou 83 páginas de seguidores do capitão que fazem campanha e beneficiam o candidato do PSL. Essas páginas quadruplicam sua relevância na rede, em relação ao alcance da página oficial de Bolsonaro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Vou conseguir falar um pouquinho de mim', diz Bolsonaro sobre tempo na TV


24/08/2018 | 15:17


O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) diz que vai usar seu tempo na televisão para "falar um pouquinho" de sua vida e que não pretende gastá-lo fazendo ataques a outros candidatos. "Em 15 segundos, vou conseguir falar um pouquinho de mim, e está bom demais", afirma.

Segundo o candidato, a campanha também teve uma ideia de chamar os eleitores para "lives" (transmissões ao vivo na internet) durante as inserções na televisão. Assim, eles tentariam aumentar o contato com o público, fora do horário regulamentar, pelas redes sociais.

"Há uma ideia de que, segunda, quarta e sexta, quando há propaganda para presidente, quando começar, sempre nesse horário da noite, a gente fazer uma live e chamar o eleitor (pela televisão)", explicou.

O presidente do partido, Gustavo Bebianno, explica que a produção será feita "por um rapaz que a gente contratou na Paraíba, que é baratinho". Ele admite que o contrato com "o rapaz baratinho" será feito com a empresa 9Ideia Comunicação, de João Pessoa, na Paraíba.

"Vamos ter que gastar um pouquinho com produção de vídeo, mas é tudo muito simples. Nosso dinheiro é curto. Vamos gastar R$ 1 milhão no máximo com a campanha toda. A gente come cachorro-quente, dorme no chão muitas vezes em um quarto com oito pessoas", diz.

O contato com a empresa 9Ideia teria sido feito por meio de Julian Lemos, vice-presidente do partido, que é da Paraíba. Nos perfis da empresa nas redes sociais (Instagram e Facebook), é possível ver fotos de Julian em comemorações de aniversário da 9Ideia e um vídeo em que ele toca no violão o jingle da campanha.

Julian recusou-se a dar entrevista à reportagem, alegando que a mídia "distorce informações".

O candidato a vice-presidente da chapa de Bolsonaro, general Hamilton Mourão, explica que, em princípio, não deverá aparecer nas peças publicitárias "porque não é o candidato".

"O candidato é ele (Bolsonaro). Ninguém vota no vice, vota é no presidente. Nosso tempo é tão pequeno que não dá", justifica.

As redes sociais tem sido centrais na estratégia do candidato na corrida presidencial. Bolsonaro é o candidato com o maior engajamento de seguidores na internet. Em julho, levantamento do jornal O Estado de S. Paulo encontrou 83 páginas de seguidores do capitão que fazem campanha e beneficiam o candidato do PSL. Essas páginas quadruplicam sua relevância na rede, em relação ao alcance da página oficial de Bolsonaro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;