Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Cuidado com procedimentos estéticos


Do Diário do Grande ABC

23/08/2018 | 17:07


Artigo

Nas últimas semanas, os veículos de imprensa repercutiram diversos casos de complicações médicas relacionadas à realização de procedimento estético conhecido como bioplastia (técnica de aplicação da PMMA – sigla para polimetilmetacrilato), um tipo de plástico derivado do acrílico que é utilizado para preenchimento de volumes do tecido corporal ou facial, alterando a forma destas regiões.

Em princípio, a aplicação de PMMA tinha como foco apenas casos de hipotrofia facial em pacientes com HIV, porém, mais tarde, passou a servir também como preenchedor estético. A utilização desta substância está autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mas o seu uso é indicado somente para pequenas otimizações e intervenções da face. Quando utilizado por um profissional não capacitado, que desconhece ou ignora essas recomendações, eleva significativamente o risco de intercorrências.

Com a prerrogativa de orientar adequadamente a população e manter a saúde dos pacientes atendidos, a Aborl-CCF (Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) divulgou comunicado em que ressalta a importância da capacitação para que o profissional esteja apto a realizar procedimentos deste porte. As cirurgias estéticas faciais fazem parte do curriculum mínimo da residência médica e especialização em otorrinolaringologia e o título de especialista em ptorrinolaringologia conferido pela Aborl-CCF, em convênio com a AMB (Associação Médica Brasileira), CFM (Conselho Federal de Medicina) e Comissão Mista de Especialidade Médica, habilita aos seus portadores atuarem na região anatômica da face humana, de forma estética e/ou reparadora da face. A resolução do próprio CFM reconhece como área de atuação da otorrinolaringologia a foniatria e cirurgia crânio-maxilo-facial, abrangendo o diagnóstico e tratamento de afecções do esqueleto crânio-facial que incluem anomalias congênitas e adquiridas (traumas e tumores), além das reconstruções e das intervenções com finalidade estética e funcional, relata o comunicado.

Por conta disso, colocamo-nos formalmente contrários a que a Medicina seja exercida por profissionais que não estejam aptos tecnicamente e não cumpram com a ética e o zelo, cuidados inerentes dos quais são essenciais para tratamento dos pacientes, preservando a saúde da população. Assim, é importante também que o paciente esteja atento e contribua, pesquisando sobre a devida capacitação técnica do profissional com o qual ele pretende realizar o procedimento, prevenindo-se e minimizando os riscos de qualquer intercorrência.

Eduardo Baptistella é delegado da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face

Palavra do leitor

ONU
Já li sobre as obrigações da ONU e de verdade continuo não entendendo suas atribuições, principalmente no que se refere a assunto político interno de países. Tanta fome no mundo, guerra no Oriente Médio, e ela não se esforça em nada. Agora vem em defesa de gente que roubou um país todo. Cai na real ONU, e vá fazer o que de fato é sua obrigação.
Rosangela Caris
Mauá

Políticos no face
Anteontem, critiquei um deputado do PRB, partido do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal, que estava fazendo propaganda no Facebook. Ele, naturalmente, não gostou da crítica e simplesmente alegou que eu fingi ser outra pessoa e o Facebook me desabilitou. Me bloqueou. Como a rede social atendeu o pedido dele não sei. Porque em momento algum me passei por outra pessoa. Ele provavelmente usou seu poder político para influenciar o Facebook . Será que essa instituição tão poderosa se deixou levar por qualquer argumento sem comprovação? Quero crer que foi enganada simplesmente. Não vou citar o nome do deputado em questão porque se ele tem esse poder com o Facebook, imagine o que ele pode fazer contra este Diário e a mim próprio . Mas vale a pena alertar os amigos e usuários do face para evitar criticar políticos do PRB ou de outros partidos.
Donaldo Dagnone
Santo André

GCM Mauá
Sempre que me deparo com notícias como essa envolvendo locação de veículos pelo municipio de Mauá, lembro-me de proibição que se repete em nossas constituições, artigo 150, inciso VI, alínea a, da atual, que veda “VI - a União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios instituir imposto sobre patrimônio, renda ou serviços uns dos outros”. Até o Imposto de Renda devido por funcionários e demais credores do município, do Estado ou do Distrito Federal fica com o pagador e não é repassado à União. Isso significa que o município pode adquirir os veículos e tudo quanto necessite sem pagar IPI, ICMS e outros tributos federais e estaduais. Portanto, pode adquirir os veículos de que necessita pagando a metade ou menos de quanto custa para um particular, utilizá-los por um ano e revendê-los por preço de mercado, vale dizer, reembolsando-se dos custos de aquisição e do uso. Por que será que a administração pública prefere comprar no mercado de varejo como se particular fosse?
Nevino Antonio Rocco
São Bernardo

Invasões em Roraima
Esse problema que está acontecendo na fronteira Brasil x Venezuela (Pacaraima), com invasões de venezuelanos, é o resultado da má política colocada em prática na Venezuela e com o apoio de brasileiros petistas, socialista bolivariano destruindo esse país e apoiado pela corrente petista do Brasil. Estão colhendo a safra do que semearam. A safra é péssima, causando esse transtorno na fronteira e ignorado pelas autoridades brasileiras responsáveis e criadora dessa desordem que deixa os nossos concidadãos roraimenses desamparados pelo seu próprio País, o Brasil. Uma vergonha imensa que Duque de Caxias nunca passou. Onde estão a Folha de S.Paulo, Globo e até o Estadão para mostrar essa realidade para o Brasil e para o mundo?
Benone Augusto de Paiva
Capital

Culpado, eu?
Não existe nada mais agoniante e desesperador do que o desemprego de um pai de família, acarretado por uma maléfica, para não dizer criminosa, política governamental, como vem acontecendo no Brasil nos últimos governos. Pura e simples.
Maria Elisa Amaral
Capital
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados