Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casa Ronald atende 150 crianças ao mês

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Unidade oferece abrigo a crianças com câncer; McDia Feliz, no sábado, angaria fundos para a ação


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

23/08/2018 | 07:00


 Um local para onde voltar, descansar, se alimentar e conviver. O conceito de ‘casa fora de casa’ é o que norteia a unidade Ronald McDonald Grande ABC, em Santo André, que abriga crianças e jovens até 21 anos e seus responsáveis durante tratamento contra o câncer. Instalada dentro das dependências da FUABC (Fundação do ABC), o espaço tem capacidade para hospedar até 23 pacientes e recebe, em média, 150 pessoas por mês.

Hospedados até 15 de setembro, a dona de casa Sandra Malveira Azevedo, 38 anos, acompanha o filho Guilherme Azevedo Gomes, 18, que teve série de tumores na medula. Aos 15 anos, a doença fez com que o estudante, morador de Manaus, no Amazonas, passasse a usar cadeira de rodas. “Quando viemos a São Paulo para a cirurgia, passamos dois meses internados no Hospital Santa Marcelina (na Capital). Uma assistente social nos encaminhou para a Casa Ronald”, explicou a mãe.

Aluno do 1º ano do Ensino Médio, Guilherme ainda não sabe qual profissão seguir, mas sonha com o dia em que poderá voltar a andar, trabalhar, ajudar os pais e o irmão mais velho, de 20 anos, além de casar e ter filhos. “Aqui tenho toda estrutura, como elevador, nosso próprio quarto. Isso ajuda muito”, contou.

Apesar da situação difícil, o jovem não perde o sorriso no rosto. “Ele tem passado por tudo sem desanimar. Até me deu lição de moral: perguntou por que eu vivia chorando, se era ele quem estava doente”, lembrou Sandra. Depois de ter passado por cirurgia, Guilherme retorna ao Grande ABC para a manutenção do tratamento a cada três meses. “Precisamos acompanhar por ressonância se houve retorno dos tumores”, relatou a mãe.

A Casa Ronald oferece cinco alimentações diárias para os hóspedes, além de material de higiene e limpeza, tudo de forma gratuita. Cerca de 40% do orçamento da unidade é oriunda da arrecadação do McDia Feliz, campanha que reverte a renda da venda do Big Mac, da rede McDonalds, para o projeto. O evento deste ano será realizado no sábado.

“Esse recurso não mantém apenas a casa, mas abastece um fundo nacional que financia diversos projetos para crianças e adolescentes com câncer”, destacou o presidente da Casa Ronald, Nelson Tadeu Pasotti, 71. “Já pudemos realizar reformas no Hospital Anchieta, em São Bernardo, e também no Instituto de Oncologia da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC) com esse recurso”, destacou.

Pasotti atua na instituição de forma voluntária – mais de 100 voluntários se revezam nas atividades do equipamento – e contou o que o motiva. “Estar aqui me faz bem. Saber que podemos oferecer qualidade de vida enquanto essas pessoas estão aqui é a recompensa”, concluiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;