Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Motoristas cobram sinalização em lombadas na Vl.Mercedes

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Falta de pintura em declive atrapalha a vida de moradores de Mauá há cerca de cinco meses


Juliana Stern
Especial para o Diário

22/08/2018 | 07:00


 Quem circula pela Avenida José Ricardo Nalle, na Vila Mercedes, em Mauá, reclama das lombadas instaladas para controlar a velocidade dos veículos sem sinalização. O trecho mais complicado, conforme os moradores, fica na altura do número 907, onde o relevo no asfalto perdeu as listras que indicavam sua presença há pelo menos cinco meses.

A lombada em questão foi danificada devido ao fluxo intenso de veículos e consertada no começo do ano, de acordo com a administração municipal, no entanto, a sinalização do solo não foi refeita. Segundo relatos do eletricista Gustavo Zoccatelli da Silva, 24 anos, que trabalha em uma oficina em frente ao relevo, carros são ‘jogados’ todos os dias de cima do declive. “Tem dia que é festa. Carro ‘rampa’ toda hora. Ninguém vê a lombada”, diz.

O período em que mais acontecem acidentes é durante a noite. “O barulho causado pelo impacto dos carros contra o solo é tão forte que parece que bateram no meu portão”, conta o aposentado Eugênio Satti Vitiello, 64. “Tem carro que voa. Além de mal sinalizada, a lombada é alta”, acrescenta.

Mesmo sem as listras amarelas, ainda há placa de sinalização ao lado do quebra-molas. Porém, de acordo com a comerciante Maria de Lurdes de Souza, 59, a placa não é o bastante. “Não sei como ninguém capotou ainda. Até a rua está quebrada por causa disso”, diz ela, enquanto mostra os riscos no asfalto, produzido por carros que quase “alçaram voo” por causa da rampa invisível.

Outras duas lombadas localizadas na mesma avenida, longe nem mesmo 100 metros uma da outra, estão com a sinalização semi-apagada. “Passam uma tinta que não dura nem três meses, aí fica assim. Até a faixa de pedestres está apagando”, afirma Maria.

Procurada, a Prefeitura de Mauá informou que o serviço de manutenção da sinalização já está programado, mas não especificou datas.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados