Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Consumo de energia no País sobe 1,8% na primeira metade de agosto

Marcos Santos/USP Imagens Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/08/2018 | 17:34


O consumo de energia elétrica no País alcançou 60.123 MW médios entre os dias 1º e 15 de agosto, o que corresponde a um aumento de 1,8% quando comparado ao mesmo período de 2017, segundo dados preliminares de medição, informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

No Ambiente de Contratação Regulado (ACR), no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras, o consumo subiu 0,9%, índice que considera a migração de cargas para o mercado livre (ACL). Desconsiderando esse movimento, o aumento seria de 1,9% no consumo.

Já no Ambiente de Contratação Livre (ACL), no qual as empresas compram energia diretamente dos fornecedores, o consumo aumentou 3,7%, índice que inclui as cargas oriundas do mercado cativo. A expansão seria de 1,7% no consumo, caso o movimento dos agentes fosse desconsiderado na análise.

Dentre os ramos da indústria avaliados, incluindo dados de autoprodutores, varejistas, consumidores livres e especiais, os setores de veículos (+6,2%), químico (+5,2%) e extração de minerais metálicos (+3%) foram os segmentos com maior crescimento no consumo, quando a migração é desconsiderada. Por outro lado, os maiores índices de retração no consumo foram observados no comércio (-5%), têxtil (-2,2%) e de serviços (-2,2%), no mesmo cenário sem migração.

A CCEE também apresentou estimativa da produção das usinas hidrelétricas integrantes do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE), em agosto, equivalente a 58,4% de suas garantias físicas, ou 37.613 MW médios em energia elétrica. Para fins de repactuação do risco hidrológico, o porcentual é de 68,6%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;