Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Enfeites ajudam crianças a deixar material escolar do jeito que quiserem

André Henriques  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alunos aproveitam temas e estilos preferidos para customizarem itens como cadernos, estojos e mochilas


Tauana Marin

19/08/2018 | 07:15


As aulas já estão agitadas após o recesso escolar e muitos alunos tentam deixar o ambiente mais pessoal ao personalizar os objetos de estudo, ou seja, fazer com que tudo fique de acordo com suas preferências. A ideia é que usem sua criatividade para desenhar, encapar cadernos e agendas, colocar adesivos ou eleger cor para dominar os materiais utilizados.

No Colégio São Carlos, em São Bernardo, Vittória Mariz Rinaldi, 10 anos, padroniza seus cadernos com ilustrações, incluindo no fim de cada folha e na capa das apostilas. “Adoro desenhar. Faço isso sempre. É o jeito que encontrei para dar ‘minha cara’ ao material.” Versões de fadas, penas e itens da saga Harry Potter e da série Sugar Rush (este inspirando bolos, doces e cupcakes) aparecem com frequência.

A paixão pelo papel e lápis é tamanha que a aluna do 5º ano desenvolve decalque com os traços. “Gosto de fazer tudo bem marcado numa página e, quando viro a folha, o mesmo desenho aparece. Faz um efeito legal.” Além da decoração, Vittória também se preocupa em cuidar bem dos materiais. “Réguas e lápis coloridos, por exemplo, são coisas que posso usar no ano seguinte. Quando é preciso comprar algo novo, uso o que ficou velho em casa”, explica a garota.

A verdade é que cada pessoa tem uma personalidade e determinada forma de deixar sua marca nas coisas. Dylan Roda de Souza, 7, é fã de animações e filmes de super-heróis. Apaixonado por adesivos, sempre escolhe seus favoritos sobre os temas para colar em cadernos e agendas. “Adoro o Capitão América e alguns personagens da Disney, como o Mickey, e dos filmes Monstros S.A. e Toy Story. Tenho eles espalhados pelos meus materiais da escola”, conta o menino, que usa os autocolantes em casa mesmo que a família não apoie muito. “Colo eles na prateleira do meu quarto. Minha mãe não gosta, mas eu adoro adesivos. Fazer o quê?”

IDENTIFICAÇÃO

Personalizar o material faz parte dos cuidados que Laís Azevedo Silva, 6 anos, tem com tudo. Vaidosa, a aluna do 1º ano identifica as coisas com suas informações, decora com pequenos desenhos e encapa os cadernos. 

“É importante colocar o nome para não confundir os materiais com os dos amigos. Da bastante trabalho, principalmente os lápis, mas minha mãe ajuda.” Geralmente, as etiquetas são impressas ou colocadas à mão. “Nós (ela e a mãe) escrevemos de caneta. No estojo não consigo colar, porque não para nele. Mas todos sabem que é meu.” Além do nome, as flores nas páginas ao fim de cada lição é uma atração à parte do capricho da menina.

A organização conta com a companhia dos personagens preferidos de Laís, uma vez que faz questão de tê-los na escola. “Como adoro Carrossel, tenho algumas coisas, como lápis dos atores da novela. Minha garrafa para beber água é da Minnie e minha lancheira tem pinguins.” 

Estudante elege cor específica para estar em seu cotidiano

Os colegas de sala de Gabrielle Motta Nogueira Delgado Pinto, 8, não demoram a identificar os pertences da estudante do 3º ano do Ensino Fundamental. A diversidade de gostos toma conta da turma, cada um tendo preferências na hora de ter escolhido seus itens. Mas a aluna faz questão de ter tudo a sua volta com a cor rosa e, claro, que a customização de itens faz parte do seu cotidiano escolar no Colégio São Carlos, de São Bernardo. 

“É minha cor preferida. Tenho mochila, lancheira, estojo, cadernos, lápis, apontador. Tudo mesmo. E não são só os materiais da escola. Meu quarto tem essa cor também”, detalha a menina.

Gabi diz que é preciso ter autenticidade e personalidade para sustentar a opção. Segundo ela, todos precisam festejar suas escolhas pessoais. “Não ligo para o que as pessoas acham ou se acreditam que meus materiais são legais ou não por serem todos de uma cor só. Sou quem eu sou. Não gosto de copiar o jeito dos outros”, comenta. Mesmo que certos itens sejam temáticos, caso dos estojos dos universos de Cinderela, Barbie, Frozen – Uma Aventura Congelante e A Bela a e Fera, a cor principal é rosa.

Outro capricho da estudante local é o característico coração que coloca sempre no fim de cada frase escrita. “No lugar do ponto final faço o desenho. Aí as pessoas já sabem que fui eu que escrevi.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados