Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos vai em busca da perfeição


Thiago Varella
Especial para o Diário

19/03/2006 | 09:27


Diz a sabedoria popular que repetir o mesmo erro é burrice. Por isso, o Santos enfrenta neste domingo o Ituano, às 18h10, na Vila Belmiro mais atento e consciente que, com um novo tropeço, como o ocorrido contra o Guarani, o time pode dar adeus ao título.

A melhor fórmula para pelo menos continuar na frente de São Paulo e Palmeiras é simples: atacar e vencer o adversário. "Antes do jogo contra o Guarani, eu dizia que o Santos precisava de cinco vitórias em seis jogos para ser campeão sem depender de ninguém. Agora, o Santos tem de vencer todos os duelos. Não tem segredo", discursou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Apesar da aparente simplicidade da missão santista, a equipe sabe que vencer não será fácil. Por isso, Luxemburgo quer ousar e irá mudar o esquema tático. O técnico utilizará somente um volante de marcação, Maldonado. Além disso, o treinador, como usualmente faz, resolveu não divulgar a equipe que entra em campo. Sabe-se, porém, baseado nos treinamentos da semana, que o Santos treinou em dois esquemas: no 4-4-2 e em um 3-5-2 ofensivo, com três meias de criação.

Outra mudança já anunciada é a saída do atacante Geílson, que há algum tempo não atravessa uma boa fase, para a entrada do meia-atacante Magnum. "Achei que era o momento da troca. O Geílson fez vários jogos como titular. Faço a mudança naturalmente", explicou Luxemburgo.

O treinador santista defende o futebol apresentado pelo time durante o campeonato. Apesar do ataque não ser brilhante, Luxemburgo afirma que o Santos é líder por méritos próprios. "O nosso futebol pode ser que não encante, mas não pedimos favor a ninguém para chegar à liderança. Chegamos com propriedades", falou.

O elenco do Peixe se abateu muito com a derrota do último domingo. Por isso, Luxemburgo promoveu um churrasco no CT Rei Pelé, no meio da semana. Medida aprovada pelo grupo. "Achei ótima a realização da festa, pois o Santos precisa estar unido nesse momento do campeonato. Conheci os familiares de outros companheiros e isso é fundamental para a relação entre nós dentro de campo, principalmente nesse momento chave do campeonato", entendeu o meia Rodrigo Tabata. (com Agências) (Supervisão de Marcelo Camargo)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santos vai em busca da perfeição

Thiago Varella
Especial para o Diário

19/03/2006 | 09:27


Diz a sabedoria popular que repetir o mesmo erro é burrice. Por isso, o Santos enfrenta neste domingo o Ituano, às 18h10, na Vila Belmiro mais atento e consciente que, com um novo tropeço, como o ocorrido contra o Guarani, o time pode dar adeus ao título.

A melhor fórmula para pelo menos continuar na frente de São Paulo e Palmeiras é simples: atacar e vencer o adversário. "Antes do jogo contra o Guarani, eu dizia que o Santos precisava de cinco vitórias em seis jogos para ser campeão sem depender de ninguém. Agora, o Santos tem de vencer todos os duelos. Não tem segredo", discursou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Apesar da aparente simplicidade da missão santista, a equipe sabe que vencer não será fácil. Por isso, Luxemburgo quer ousar e irá mudar o esquema tático. O técnico utilizará somente um volante de marcação, Maldonado. Além disso, o treinador, como usualmente faz, resolveu não divulgar a equipe que entra em campo. Sabe-se, porém, baseado nos treinamentos da semana, que o Santos treinou em dois esquemas: no 4-4-2 e em um 3-5-2 ofensivo, com três meias de criação.

Outra mudança já anunciada é a saída do atacante Geílson, que há algum tempo não atravessa uma boa fase, para a entrada do meia-atacante Magnum. "Achei que era o momento da troca. O Geílson fez vários jogos como titular. Faço a mudança naturalmente", explicou Luxemburgo.

O treinador santista defende o futebol apresentado pelo time durante o campeonato. Apesar do ataque não ser brilhante, Luxemburgo afirma que o Santos é líder por méritos próprios. "O nosso futebol pode ser que não encante, mas não pedimos favor a ninguém para chegar à liderança. Chegamos com propriedades", falou.

O elenco do Peixe se abateu muito com a derrota do último domingo. Por isso, Luxemburgo promoveu um churrasco no CT Rei Pelé, no meio da semana. Medida aprovada pelo grupo. "Achei ótima a realização da festa, pois o Santos precisa estar unido nesse momento do campeonato. Conheci os familiares de outros companheiros e isso é fundamental para a relação entre nós dentro de campo, principalmente nesse momento chave do campeonato", entendeu o meia Rodrigo Tabata. (com Agências) (Supervisão de Marcelo Camargo)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;