Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Helicóptero fará monitoramento ambiental em São Bernardo

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Medida visa reforçar fiscalização contra desmatamento e construções irregulares


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

16/08/2018 | 07:00


 Na tentativa de coibir o desmatamento de áreas verdes do município, a Prefeitura de São Bernardo contará, a partir do próximo mês, com reforço de um helicóptero para realizar o monitoramento ambiental da cidade, em especial em bairros localizados na região do pós-balsa e às margens da Represa Billings. A aeronave vai ser usada para facilitar a detecção de desmatamentos e de construções irregulares de áreas protegidas.

A proposta do município é que sejam feitos, em média, quatro voos mensais, com datas definidas conforme planejamento interno, podendo haver variações devido às condições climáticas.

O helicóptero será alugado através de convênio, orçado em R$ 365 mil, firmado junto à empresa Helimarte Táxi Aéreo, responsável pela aeronave. A medida foi oficializada nesta semana pela Prefeitura de São Bernardo, no Diário Oficial. O acordo será válido por 12 meses com possibilidade de prorrogação por quatro períodos iguais e sucessivos. 

“O objetivo é fazer um monitoramento completo de todas as possíveis infrações em andamento com uma melhor cobertura proporcionada por este tipo de serviço. A ênfase será dada à questão das ocupações irregulares nas margens da Represa Billings”, explica, em nota, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da secretaria de Gestão Ambiental, chefiada por José Carlos Gobbis Pagliuca.

A princípio, os voos serão feitos por uma equipe multidisciplinar. Portanto, o patrulhamento aéreo contará tanto por profissionais da secretaria de Gestão Ambiental, quanto por integrantes de outras pastas tais como Habitação, Segurança Pública, Comunicação e demais órgãos que acompanham operações conjuntas de ações relacionadas à proteção e recuperação do meio ambiente.

Na prática, o patrulhamento aéreo servirá como um reforço às ações já executadas pelo município, tais como restrição de entrada de materiais de construção na região do pós-balsa e aplicação de multa a infrações ambientais.

“As vistorias aéreas permitem uma melhor cobertura fiscalizatória de infrações ambientais. A região do pós-balsa tem vegetação densa e acesso difícil, por isso muitas ocorrências não são visualizadas na vistoria terrestre”, justifica o Paço.

Desde 2015, a Polícia Ambiental do Estado de São Paulo conta com serviço semelhante para fiscalização das áreas protegidas da Serra do Mar. Na região, o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC também articula convênio para locação de helicóptero, no entanto, para reforçar o serviço da GCM (Guarda Civil Municipal).

Município fecha o cerco contra crimes em áreas de manancial

Com a intenção de impedir atividades consideradas nocivas ao meio ambiente do município, a Prefeitura de São Bernardo tem intensificado, desde o ano passado, o cerco contra infratores que atuam em áreas de proteção ambiental da cidade. 

A primeira ação da atual gestão, chefiada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), foi restringir o transporte de materiais de construção civil destinados à edificação de moradias irregulares nos bairros Tatetos, Capivari, Santa Cruz, Taquacetuba e Curucutu – todos localizados na região do pós-balsa.

A medida, que atende a pedido feito pelo Ministério Público, segundo a administração municipal, possibilitou que a Prefeitura ampliasse a atuação de fiscais no combate à desarborização que vem ocorrendo no território nos últimos anos. 

Neste ano, a Prefeitura intensificou o cerco contra infratores que atuam em áreas de proteção ambiental estipulando multa que varia de R$ 500 a R$ 5.000 para moradores que forem flagrados cometendo atos irregulares. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;