Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ponte desaba em Gênova, na Itália, e deixa ao menos 11 mortos

LUCA ZENNARO/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Autoridades temem que dezenas de pessoas estejam entre os escombros; ainda não há número oficial



14/08/2018 | 09:21


Uma grande porção da ponte Morandi, que passa pela rodovia A10, em Gênova, na Itália, desabou nesta terça-feira, 14. De acordo com o jornal italiano La Repubblica, há pelo menos 11 mortos e vários feridos. Autoridades italianas falam em "tragédia", temem que dezenas de pessoas estejam entre os escombros, mas ainda não há um número oficial de vítimas.

De acordo com as primeiras informações da Defesa Civil local, um colapso estrutural provocou o desabamento da ponte. Choveu muito na manhã desta terça-feira em Gênova e havia pontos de alagamento no momento do incidente.

O chefe do serviço de ambulâncias de Gênova afirmou que há "dezenas de mortos", segundo a agência italiana de notícias Adnkronos. Um socorrista afirmou à agência Reuters que até o momento foram localizadas duas pessoas feridas, "mas imagina-se que infelizmente há uma grande quantidade de mortos".

De acordo com a emissora Sky Italia, uma testemunha disse ter visto "oito ou nove veículos na ponte" no momento em que ela desabou e qualificou o incidente como uma "cena apocalíptica".

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, foi informado do acidente e acompanha o caso com seu gabinete.

O vice-premiê e ministro do Interior, Matteo Salvini, disse que 200 bombeiros tentam resgatar as vítimas do desabamento. "Estamos acompanhando minuto a minuto a situação do desabamento da ponte em Gênova. Agradeço desde já aos 200 bombeiros - e todos os outros heróis - que estão trabalhando para salvar vidas", escreveu Salvini e sua conta no Twitter.

"Estou seguindo com a máxima apreensão o que aconteceu em Gênova, e parece ser uma tragédia. Estamos em contato com a empresa que administra a autoestrada", disse o ministro dos Transportes da Itália, Danilo Toninelli.

Histórico

O viaduto Polcevera, também chamado de Ponte Morandi, atravessa Polcevera, em Gênova, e passa pelos bairros de Sampierdarena e Cornigliano, que ficam próximos ao aeroporto local. É considerada uma das principais vias de acesso pela capital da Ligúria.

Projetado pelo engenheiro Riccardo Morandi, o viaduto foi construído entre 1963 e 1967 e chegou a ser batizado e "Ponte do Brooklyn" pelas semelhanças com o famoso local em Nova York. O viaduto mede 1.182 metros. (ANSA)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ponte desaba em Gênova, na Itália, e deixa ao menos 11 mortos

Autoridades temem que dezenas de pessoas estejam entre os escombros; ainda não há número oficial


14/08/2018 | 09:21


Uma grande porção da ponte Morandi, que passa pela rodovia A10, em Gênova, na Itália, desabou nesta terça-feira, 14. De acordo com o jornal italiano La Repubblica, há pelo menos 11 mortos e vários feridos. Autoridades italianas falam em "tragédia", temem que dezenas de pessoas estejam entre os escombros, mas ainda não há um número oficial de vítimas.

De acordo com as primeiras informações da Defesa Civil local, um colapso estrutural provocou o desabamento da ponte. Choveu muito na manhã desta terça-feira em Gênova e havia pontos de alagamento no momento do incidente.

O chefe do serviço de ambulâncias de Gênova afirmou que há "dezenas de mortos", segundo a agência italiana de notícias Adnkronos. Um socorrista afirmou à agência Reuters que até o momento foram localizadas duas pessoas feridas, "mas imagina-se que infelizmente há uma grande quantidade de mortos".

De acordo com a emissora Sky Italia, uma testemunha disse ter visto "oito ou nove veículos na ponte" no momento em que ela desabou e qualificou o incidente como uma "cena apocalíptica".

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, foi informado do acidente e acompanha o caso com seu gabinete.

O vice-premiê e ministro do Interior, Matteo Salvini, disse que 200 bombeiros tentam resgatar as vítimas do desabamento. "Estamos acompanhando minuto a minuto a situação do desabamento da ponte em Gênova. Agradeço desde já aos 200 bombeiros - e todos os outros heróis - que estão trabalhando para salvar vidas", escreveu Salvini e sua conta no Twitter.

"Estou seguindo com a máxima apreensão o que aconteceu em Gênova, e parece ser uma tragédia. Estamos em contato com a empresa que administra a autoestrada", disse o ministro dos Transportes da Itália, Danilo Toninelli.

Histórico

O viaduto Polcevera, também chamado de Ponte Morandi, atravessa Polcevera, em Gênova, e passa pelos bairros de Sampierdarena e Cornigliano, que ficam próximos ao aeroporto local. É considerada uma das principais vias de acesso pela capital da Ligúria.

Projetado pelo engenheiro Riccardo Morandi, o viaduto foi construído entre 1963 e 1967 e chegou a ser batizado e "Ponte do Brooklyn" pelas semelhanças com o famoso local em Nova York. O viaduto mede 1.182 metros. (ANSA)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;