Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Obras na Anchieta vão se estender

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prevista para ser entregue em maio, construção de marginal já foi adiada duas vezes e, segundo Ecovias, só será concluída nas próximas semanas


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

14/08/2018 | 07:12


 Iniciada em novembro do ano passado, a construção da marginal norte na Via Anchieta, em São Bernardo, deve se estender ao longo das próximas semanas. Segundo a Ecovias, responsável pelo SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), o viário ainda depende do término de obras na pista central para que a estrada seja liberada totalmente aos usuários.

A nova marginal, que deveria ter sido entregue por completo em maio, segue sem previsão para ser aberta por completo. O prazo para conclusão das obras já foi adiado duas vezes pela Ecovias.

Ontem, como parte do cronograma de obras, a concessionária liberou parcialmente o tráfego entre o km 22 e o km 18. Em contrapartida, pistas centrais da rodovia, no sentido São Paulo, foram interditadas para ajustes finais da intervenção, o que pegou alguns motoristas de surpresa (leia mais ao lado).

Nesta fase final da obra, segundo a Ecovias, o tráfego dos veículos, que estava sendo realizado pela pista central da Anchieta, será desviado. Os motoristas com destino ao Centro de São Bernardo e Santo André, que utilizam a saída do km 19, e os usuários que vão em direção aos bairros de Piraporinha e Diadema, que utilizam a saída do km 18, deverão se manter à direita a partir do km 22.

Já os veículos com destino à Capital deverão seguir pela esquerda. Todo o trecho está devidamente sinalizado para orientação dos condutores.

Embora a Ecovias afirme que este trabalho será concluído nas próximas semanas, sem estipular um prazo, ontem, funcionários que trabalham no canteiro de obras informaram à equipe de reportagem que o serviço deverá se estender por pelo menos dois meses. “Ainda faltam detalhes a serem concluídos na pista central, o que irá levar, no mínimo, uns dois meses para terminar”, disse um dos colaboradores sob condição de anonimato.

Por meio de nota, a Ecovias afirma que o atraso na execução da obra foi consequência de dois fatores. O primeiro foi a alta incidência de chuvas na região durante o período mais pesado dos trabalhos. “Segundo dados da Somar Meteorologia, entre outubro de 2017 e março de 2018, choveu 1.043 milímetros, volume 35% maior do que o registrado um ano antes”, alega.

O outro fator se trata da greve dos caminhoneiros, ocorrida entre o fim de maio e início de junho, que, segundo a concessionária, “afetou diversos setores da economia no País, impactou no recebimento de insumos necessários para execução dos trabalhos e, consequentemente, no cronograma final de entrega da obra”.

Prevista no contrato de concessão da rodovia junto à Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo), a nova marginal da Rodovia Anchieta passará a contar, entre o km 18 e km 23, com seis faixas na direção de Santos – quatro na pista marginal e duas na central – e cinco faixas voltadas para São Paulo – três na marginal e duas na central. O orçamento da obra está estimado em R$ 84,9 milhões.

Segundo a Ecovias, a nova configuração da rodovia contribuirá para o aumento na capacidade do tráfego de 50% na pista Sul e de 25% na pista Norte, região de maior movimento em todo o Sistema Anchieta-Imigrantes.


Usuários relatam transtornos no viário

 

Motoristas que trafegam diariamente pela Via Anchieta, em São Bernardo, relatam série de transtornos com a execução de obras na rodovia. Uma das principais queixas tem relação com o fechamento do acesso ao Centro de São Bernardo, localizado no km 22.

“Agora temos de ir até o km 18, lá no Piraporinha, para fazer o contorno e voltar pelo outro lado da rodovia. Tem sido um transtorno total, pois, além de ser longe a saída, também somos obrigados a enfrentar um trânsito no fim da tarde”, desabafa o caminhoneiro Celso Luiz Pinho, 45 anos.

O tráfego intenso do km 18, que dá acesso a São Bernardo e Diadema, é outra reclamação de motoristas. “Com as interdições, o trânsito aqui fica parado. Acredito que com o término das obras irá melhorar muito, porém a construção está muita lenta”, reclama o eletricista Ademir Cândido, 60.

OUTRO LADO

Segundo a Ecovias, com a liberação parcial da marginal, “os usuários poderão trafegar por três novas faixas de rolamento, o que garante melhor fluidez do tráfego em direção à Capital e ao Grande ABC.”

Além disso, as equipes da concessionária estão “mobilizadas para finalizar a obra o mais rápido possível, o que deve ocorrer nas próximas semanas”.

Ontem, após a liberação parcial da nova marginal, motoristas relataram pequena melhora na fluidez do viário. “Está bem melhor do que antes, mas ainda sinto que o tráfego está carregado”, disse o autônomo Francisco Duarte, 54.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;