Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Banda dos Curumins chega a Diadema

Grupo é fruto de projeto social, composto por crianças, adolescentes e professores


Daniela Pegoraro

14/08/2018 | 07:00


 Partindo de um projeto social da ONG Casa dos Curumins, a Banda dos Curumins é formada por crianças e adolescentes da periferia de São Paulo. São 18 integrantes ao todo, contando com os estudantes e professores que participam do projeto. Desde 2013, se apresentam em shows com repertório de músicas autorais e algumas composições.

“Não dá para definir um gênero para a banda. É mistura da musicalidade brasileira com influências de canções populares do Exterior”, explica ao Diário a coordenadora pedagógica do projeto, Ana Paula Guimarães. O grupo terá apresentação gratuita na quinta-feira ao lado do baixista Michael Pipoquinha, no Teatro Clara Nunes (Rua Graciosa, 300), em Diadema, às 20h.

A criação da banda foi iniciativa do músico e professor da ONG Vilson Moreno, que escolheu uma turma de crianças bem novas para começar. O projeto foi de grande importância para a criação da Escola Quarteirão Musical, que hoje atende mais de 100 jovens. Os estudantes podem, gratuitamente, aprender música das mais diversas maneiras, desde a teoria até a prática.

“Foi ali que a banda cresceu, ganhou maturidade e qualidade. É de grande importância para os alunos, porque a arte vem com essa intenção de fazê-los se sentirem capazes. Percebemos que mudam positivamente o comportamento em casa e, na escola, além de agregar, em muito, a comunidade em si”, conta Ana Paula.

E o destaque conquistado pelo grupo só vem crescendo. A banda se apresentou ao lado da cantora britânica Jesuton e da suíça Alice Mondia. “Estamos com grandes expectativas para o show de quinta. O baixista Pipoquinha é um artista muito jovem, com 22 anos, e uma grande influência para nós”, comenta a coordenadora pedagógica.

Com uma banda tão grande, é de se esperar que as coisas não sejam fáceis. Mas Ana Paula explica que não é bem assim. “Claro que é um desafio, mas estamos há tanto tempo juntos, que agimos como uma família.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;