Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dólar sobe 1% com mercado à espera de debate de presidenciáveis

Arquivo EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


09/08/2018 | 18:02


O dólar subiu 1,00% nesta quinta-feira, 9, e atingiu seu maior valor em três semanas, cotado a R$ 3,8017 no mercado à vista. A alta ocorreu em meio ao volume de negócios reduzido e foi conduzida por fatores externos e principalmente internos. Lá fora, a moeda americana avançou ante moedas emergentes e fortes. Por aqui, a expectativa pelo primeiro debate de presidenciáveis na TV, hoje à noite, retraiu importante parcela de investidores, que preferiram aguardar mais informações antes de definir posições.

"Já ingressamos naquele período em que o mercado se torna muito sensível a debates e pesquisas eleitorais. Com os investidores super cautelosos, as operações são defensivas, de ''tiro curto''", disse Hideaki Iha, operador de câmbio da Fair Corretora.

Segundo Iha, o desempenho do candidato tucano nos debates e pesquisas eleitorais é o que pode definir o patamar do dólar nas próximas semanas. "O mercado já precificou a notícia mais importante até agora, que foi o apoio do Centrão a Alckmin, e não a Ciro Gomes (PDT). Se Alckmin não vingar, certamente o dólar vai buscar novos patamares", afirmou.

Para José Faria Junior, diretor da Wagner Investimentos, a alta da moeda ainda pode ser considerada um processo normal de correção, devido ao esperado aumento da volatilidade no mercado. Ele alerta, no entanto, para o risco de a cotação romper a região de R$ 3,80 e acelerar o ritmo, em direção ao intervalo entre R$ 3,85 e R$ 3,90.

Na máxima do dia, o dólar à vista chegou aos R$ 3,8201 (+1,49%). No mercado futuro, o contrato para setembro chegou à máxima de R$ 3,8330 (+1,36%).

A principal expectativa do dia esteve relacionada ao debate dos candidatos à Presidência da República, que ocorre hoje na TV Bandeirantes, às 22h. O evento é considerado como o início efetivo da campanha eleitoral na TV. Segundo analistas, sua importância é relacionada principalmente ao grande número de eleitores indecisos ou dispostos a não votar em nenhum candidato. A partir da exposição das campanhas na TV, a expectativa é para ver como se comporta essa parcela de eleitores. Por isso, as pesquisas eleitorais também ganham mais importância a partir de agora. Para amanhã, é esperada nova pesquisa de intenção de voto, com eleitores de São Paulo.

No mercado internacional, a alta do dólar foi influenciada por uma série de fatores. Na Europa, a cautela do Banco Central Europeu (BCE) quanto aos atritos comerciais envolvendo os Estados Unidos depreciaram o euro. Entre os emergentes, o dólar atingiu nova máxima histórica ante a lira turca, ainda devido às tensões geopolíticas entre a Turquia e os EUA, que impuseram sanções contra autoridades do país euro-asiático.

Com o resultado de hoje, o dólar à vista passa a contabilizar alta de 2,53% na semana e 1,23% no mês.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;