Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Santo André reúne empresários para discutir transformações digitais

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paulo Serra lembrou que poder público deve estar atendo às tecnologias que favoreçam à população


Flávia Kurotori
Especial para o Diário

08/08/2018 | 14:18


A transformação digital e as ''''regras do jogo'''' foram o tema da segunda edição do Meeting Empresarial, realizado hoje pela Prefeitura de Santo André. O evento reuniu empresários para discutir as mudanças impostas pela quarta Revolução Industrial e como as empresas podem se adaptar. “A velocidade das mudanças nunca foi tão grande. É preciso entender tendências e fazer parcerias inovadoras para formar um ecossistema favorável às novidades”, afirmou Lafaiete Oliveira, diretor de vendas da Bridgestone Brasil, um dos palestrantes.

“Nos dias de hoje, as pessoas são mais digitais do que as empresas onde trabalham e, quando elas (as empresas) começaram a notar isso, iniciaram investimentos neste sentido”, assinalou Laércio Cosentino, fundador e CEO da Totvs. “É preciso fazer diferente, entendendo qual é a necessidade em questão, além de se aprender a lidar com o grande volume de informações das mudanças”.

Atualmente, as companhias priorizam seus investimentos em melhor qualidade de vida para as pessoas por meio da tecnologia, observou Paulo Humberto Gouvea, diretor de top client da TIM Brasil. “O mercado está em constante mudança. Há alguns anos, linhas telefônicas fixas eram alugadas, depois, foram barateadas e eram vendidas, mas, atualmente, as pessoas já não compram mais serviços de telefonia fixa e optam pela telefonia móvel”, exemplificou.


Paulo Serra, prefeito andreense, lembrou que o poder público também deve estar atendo às tecnologias que favoreçam à população, a exemplo do lançamento do aplicativo de zeladoria Colab, que começa a funcionar em 90 dias. Na ferramenta, o morador poderá solicitar atendimento de diversos serviços municipais. Discussão“Queremos colocar o conceito de que as pessoas estão colaborando para que a gente (o município) atenda mais rápido, deixando a cidade mais bem cuidada e bonita”.

Na ocasião, Serra informou que o Centro de Inovação Tecnológica está com o projeto pronto, com custo estimado em R$ 12 milhões, e a licitação deve iniciar ainda neste ano. Entretanto, o Parque Tecnológico, no papel desde 2010, deve ser concluído apenas em 2020. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;