Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Fluxo imigratório aos cidadãos venezuelanos' foi restabelecido, diz PF

ABr  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Juiz federal havia decretado liminarmente a suspensão da entrada de imigrantes na segunda-feira



07/08/2018 | 12:31


A Polícia Federal informou nesta terça-feira, 7, que, após decisão do Tribunal Regional Federal da 1° Região, o "fluxo imigratório aos cidadãos venezuelanos" foi restabelecido.

Na segunda-feira, 6, o juiz federal Helder Girão Barreto, da 1.ª Vara da Federal de Roraima, decretou, liminarmente, a suspensão da entrada de imigrantes venezuelanos no Brasil, via fronteira do País com o Estado de Roraima.

A fronteira do Brasil com a Venezuela foi reaberta a pedido do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Segundo a delegacia da Polícia Federal em Pacaraima, a determinação começou a ser cumprida por volta das 10 horas desta terça-feira.

A PF informou que foi intimada "para ciência e cumprimento" da decisão do juiz federal Helder Girão Barreto, na tarde de segunda-feira.

"Notificada, a PF adotou as medidas administrativas necessárias para o fiel cumprimento da determinação judicial, não tendo ocorrido o fechamento da fronteira. Tais medidas foram prontamente suspensas, na manhã de hoje, após nova deliberação judicial por parte do Tribunal Regional Federal da 1° Região, restabelecendo a normalidade do fluxo imigratório aos cidadãos venezuelanos", informou a Polícia Federal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados