Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB oficializa candidatura de Eduardo Leite ao governo gaúcho



06/08/2018 | 16:21


A candidatura de Eduardo Leite ao governo do Rio Grande do Sul pelo PSDB foi anunciada oficialmente neste domingo, 5. No encerramento da convenção estadual do partido, logo após o PTB encerrar sua convenção com a indicação do delegado Ranolfo Vieira Júnior como vice da chapa, Eduardo Leite discursou na Casa do Gaúcho prometendo reduzir burocracia para empresários, fazer parcerias com a iniciativa privada para investir em infraestrutura e ainda afirmou que a segurança pública terá prioridade.

"A política toca na vida de milhares, milhões de pessoas e se ela não for bem feita, ela toca para pior, como tocou nos últimos 15 anos, piorando a renda dos brasileiros", criticou, e disse que o Rio Grande do Sul precisa de uma agenda para voltar a se desenvolver.

Nessa linha, afirmou que seu primeiro compromisso será atrair investimentos para gerar emprego e renda. "É preciso reduzir burocracia para dar espaço para quem quer empreender. O empreendedor não pode ser sufocado por um estado burocrático. Quem quer gerar novos negócios, gerar emprego e renda vai ter espaço para isso porque é isso que nos importa", declarou.

Leite falou ainda da necessidade de rever privilégios, discutir a máquina pública, e investir pesado em infraestrutura. "Para fazer investimentos em infraestrutura, é preciso fazer parcerias com o setor privado", afirmou. "Isso vai gerar competitividade e imediatamente emprego porque construção civil, obras públicas, pavimentação são ações que geram emprego na veia, vão gerar arrecadação nas prefeituras e renda ao trabalhador", complementou.

Ao falar de educação, o candidato do PSDB voltou a relacionar o tema com as necessidades do empresariado. "Vamos precisar de educação de qualidade em sintonia com os novos tempos. A revolução tecnológica muda completamente as demandas da iniciativa privada, as competências dos seus funcionários, e a gente ainda educa nas nossas escolas da mesma forma que no século 19", declarou.

Por fim, falou que a segurança terá absoluta prioridade em seu governo. A pauta ganha força com a presença do delegado Ranolfo Vieira Júnior, como vice indicado pelo PTB.

A candidatura de Eduardo Leite também recebeu o apoio do Progressitas, que decidiram desistir da candidatura de Luís Carlos Heinze (PP) ao governo após a confirmação de Ana Amélia como vice de Alckmin na presidência. Heinze tentará uma vaga ao senado.

A disputa no RS deverá ter oito candidatos. Concorrem ainda Abigail Pereira (PCdoB), Jairo Jorge (PDT), Júlio Flores (PSTU), Mateus Bandeira (Novo), Miguel Rossetto (PT) e Roberto Robaina (PSOL). O oitavo concorrente é do MDB, que ainda não confirmou se o atual governador José Ivo Sartori será candidato à reeleição. A convenção estadual do partido também é neste domingo.

Eduardo Leite, 33 anos, é advogado e presidente estadual do PSDB no RS. Ganhou notoriedade na cena política gaúcha por ter sido eleito prefeito de Pelotas com apenas 27 anos, em 2012. Pelotas é o quarto maior colégio eleitoral do Rio Grande do Sul. Já tinha sido eleito vereador na cidade, em 2008, e foi também secretário municipal da Cidadania, em 2005.

Ranolfo Vieira Júnior tem 51 anos e é delegado de polícia desde 1998. Foi chefe de Polícia do Rio Grande do Sul e diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e presidiu o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil do Brasil (CONCPC), órgão que congrega as polícias civis dos 26 estados e Distrito Federal. Formado em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), com especialização em Gestão de Segurança na Sociedade Democrática pela ULBRA, é professor da ULBRA Canoas e da Academia da Polícia Civil (ACADEPOL/RS).

Também fazem parte da coligação PRB, Rede, PP, PHS e PPS.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados