Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O doce sabor da liderança


Márcio Bernardes

06/08/2018 | 12:10


(São Paulo) – O São Paulo fez por merecer e conseguiu a liderança do Campeonato Brasileiro. A vitória sobre o Vasco por 2 a 1, para mais de 53 mil pessoas no Morumbi, e a derrota do Flamengo para o Grêmio, por 2 a 0, em Porto Alegre, fez com que o time de Diego Aguirre assumisse a primeira posição.

O torcedor tricolor não sentia o doce sabor de ser líder desde a sétima rodada de 2015, quando o time era treinado por Juan Carlos Osorio e tinha Rogério Ceni como goleiro e capitão. Na ocasião, a ponta durou só até a rodada seguinte e desde então se passaram 123 para que o São Paulo ficasse como o melhor.

O time consegue se tornar o primeiro em um momento interessante da temporada. Somente com a Copa Sul-Americana para dividir a atenção – mesmo assim perdeu para o Colón no Morumbi – Diego Aguirre vê os concorrentes com outras prioridades. Em um calendário apertado, o elenco pode descansar e recuperar as forças. Já os rivais têm semana apertada com os compromissos de ida das oitavas da Libertadores. Isso pode contar a favor lá na frente e por isso é necessário manter o ritmo. Agora, é segue o Tricolíder!

Oxo

O saudoso Walter Abrahão costumava chamar o empate sem gols de “oxo”. Mais do que isso, os jogos de Santos, Corinthians e Palmeiras foram chochos. Foram 270 minutos pouco inspiradores contra Botafogo, Atlético-PR e América-MG, respectivamente. Rodada de mau futebol para esquecer.
Vai ter trabalho

Luiz Felipe Scolari chegou ao Palmeiras e fez questão de frisar que camarão demais não faz mal. Na sua terceira estreia à frente do Verdão, ele poupou grande parte dos atletas de olho na Libertadores, afinal quinta-feira tem o Cerro Porteño, no Paraguai. Mesmo com reservas, o time apresentou pouco contra o América, assim como os titulares já tinham feito contra o Bahia, na Copa do Brasil. Para piorar, são dois pênaltis desperdiçados consecutivamente. São oito pontos de diferença para o líder no Brasileirão e priorizar as competições de mata-mata deve ser o caminho natural daqui para frente. Felipão vai ter trabalho no mês mais concorrido do ano. São mais sete jogos e com duas classificações a serem disputadas. O desafio é acertar o time sem ter a chance de errar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados