Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Haddad reforça em convenção polarização com PSDB



04/08/2018 | 14:58


Coordenador do programa de governo do PT e apontado como um "plano B" do partido para a campanha presidencial, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse, durante convenção nacional do PT, neste sábdo, 4, que a eleição ficará polarizada entre PT e PSDB.

Em seu discurso, ele enfatizou que de um lado está o PSDB, que lançou o ex-governador Geraldo Alckmin na disputa, e de outro está no PT, que tem Lula na lideranças das pesquisas, apesar de estar preso e condenado em segunda instância. "Eu não tenho dúvida que o cenário está configurado", disse Haddad, ao falar dos dois partidos.

Haddad atacou Alckmin afirmando que o PSDB "deu a coluna vertebral e organizou o governo Temer" porque o MDB não teria um projeto para o País. "Se eles querem acabar com o PT, só tem um jeito: se aliar ao nosso projeto de País e acabar com a extrema desigualdade que o nosso povo vive no dia a dia", disse Haddad. O ex-prefeito ressaltou que, enquanto houver desigualdade no País, "vai existir o PT".

Haddad encerrou sua fala dizendo "Lula derrotou todos os golpistas e o PT vai ganhar essas eleições de outubro de 2018."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Haddad reforça em convenção polarização com PSDB


04/08/2018 | 14:58


Coordenador do programa de governo do PT e apontado como um "plano B" do partido para a campanha presidencial, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse, durante convenção nacional do PT, neste sábdo, 4, que a eleição ficará polarizada entre PT e PSDB.

Em seu discurso, ele enfatizou que de um lado está o PSDB, que lançou o ex-governador Geraldo Alckmin na disputa, e de outro está no PT, que tem Lula na lideranças das pesquisas, apesar de estar preso e condenado em segunda instância. "Eu não tenho dúvida que o cenário está configurado", disse Haddad, ao falar dos dois partidos.

Haddad atacou Alckmin afirmando que o PSDB "deu a coluna vertebral e organizou o governo Temer" porque o MDB não teria um projeto para o País. "Se eles querem acabar com o PT, só tem um jeito: se aliar ao nosso projeto de País e acabar com a extrema desigualdade que o nosso povo vive no dia a dia", disse Haddad. O ex-prefeito ressaltou que, enquanto houver desigualdade no País, "vai existir o PT".

Haddad encerrou sua fala dizendo "Lula derrotou todos os golpistas e o PT vai ganhar essas eleições de outubro de 2018."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;