Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sem casa, Tigre recebe Taubaté no Inamar pela Copa Paulista

Forte em seu estádio, time tenta manter em Diadema os bons números como mandante


Dérek Bittencourt

03/08/2018 | 20:41


O Estádio 1º de Maio é verdadeira arma para o São Bernardo. Desde que o técnico Wilson Júnior assumiu o comando aurinegro, o Tigre perdeu apenas um jogo no local – justamente o que não podia, na semifinal da Série A-2 estadual deste ano. Entretanto, a praça esportiva está interditada (falta do laudo da vigilância sanitária e obras nos vestiários) e, assim, o jogo contra o Taubaté, às 15h, pela estreia da Copa Paulista, será no Inamar, em Diadema.

A situação foge do controle do treinador, que lamentou o fato de ter que jogar fora do 1º de Maio. “Por mais que o Água Santa tenha excelente gramado, não estaremos no nosso estádio. Nossa equipe é muito forte em casa, dificilmente empata e só perdeu uma partida desde que estou aqui, que foi contra o Oeste, um jogo diferente, de mata-mata. E longe da nossa torcida, que não é como queríamos estrear. Mas é o que temos e estamos preparados inclusive para isso”, admitiu.

Contando este jogo contra o Oeste, o Tigre perdeu apenas outros dois nesta temporada – outro para o próprio time de Barueri e um terceiro justamente para o Taubaté, por 3 a 1, na primeira fase da Série A-2. E Wilson Júnior alerta para as qualidades do adversário. “Jogo muito difícil, uma equipe que ficou dois meses se preparando, manteve o treinador (Marcelo Martelotte) e tem projeto interessante de estruturar o clube para subir (na A-2).”

Do grupo do primeiro semestre, o São Bernardo teve algumas baixas entre os titulares. Saíram Douglas, Fernando, Matheus Jussa, Francismar, Alvinho e Willian Lira. O goleiro Daniel, por sua vez, está machucado. Ainda assim, da considerada equipe ideal hoje, mais de 80% já integrava o elenco. As novidades são os jovens Nicolas e Wesley. “Treinamos 40 dias. Fiquei feliz com a evolução do time, a assimilação ao jeito de jogar está sendo positiva. Não estamos 100%, mas 70% a 80% do que queríamos”, declarou o comandante.

Wilson Júnior terá à disposição quatro dos cinco reforços que o clube trouxe para a competição – exceção feita a Gustavinho, que não teve a documentação regularizada a tempo. Além disso, o grupo conta com dois atletas do sub-17: Leandro Jabá e Diogo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;