Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sem casa, Tigre recebe Taubaté no Inamar pela Copa Paulista

Forte em seu estádio, time tenta manter em Diadema os bons números como mandante


Dérek Bittencourt

03/08/2018 | 20:41


O Estádio 1º de Maio é verdadeira arma para o São Bernardo. Desde que o técnico Wilson Júnior assumiu o comando aurinegro, o Tigre perdeu apenas um jogo no local – justamente o que não podia, na semifinal da Série A-2 estadual deste ano. Entretanto, a praça esportiva está interditada (falta do laudo da vigilância sanitária e obras nos vestiários) e, assim, o jogo contra o Taubaté, às 15h, pela estreia da Copa Paulista, será no Inamar, em Diadema.

A situação foge do controle do treinador, que lamentou o fato de ter que jogar fora do 1º de Maio. “Por mais que o Água Santa tenha excelente gramado, não estaremos no nosso estádio. Nossa equipe é muito forte em casa, dificilmente empata e só perdeu uma partida desde que estou aqui, que foi contra o Oeste, um jogo diferente, de mata-mata. E longe da nossa torcida, que não é como queríamos estrear. Mas é o que temos e estamos preparados inclusive para isso”, admitiu.

Contando este jogo contra o Oeste, o Tigre perdeu apenas outros dois nesta temporada – outro para o próprio time de Barueri e um terceiro justamente para o Taubaté, por 3 a 1, na primeira fase da Série A-2. E Wilson Júnior alerta para as qualidades do adversário. “Jogo muito difícil, uma equipe que ficou dois meses se preparando, manteve o treinador (Marcelo Martelotte) e tem projeto interessante de estruturar o clube para subir (na A-2).”

Do grupo do primeiro semestre, o São Bernardo teve algumas baixas entre os titulares. Saíram Douglas, Fernando, Matheus Jussa, Francismar, Alvinho e Willian Lira. O goleiro Daniel, por sua vez, está machucado. Ainda assim, da considerada equipe ideal hoje, mais de 80% já integrava o elenco. As novidades são os jovens Nicolas e Wesley. “Treinamos 40 dias. Fiquei feliz com a evolução do time, a assimilação ao jeito de jogar está sendo positiva. Não estamos 100%, mas 70% a 80% do que queríamos”, declarou o comandante.

Wilson Júnior terá à disposição quatro dos cinco reforços que o clube trouxe para a competição – exceção feita a Gustavinho, que não teve a documentação regularizada a tempo. Além disso, o grupo conta com dois atletas do sub-17: Leandro Jabá e Diogo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem casa, Tigre recebe Taubaté no Inamar pela Copa Paulista

Forte em seu estádio, time tenta manter em Diadema os bons números como mandante

Dérek Bittencourt

03/08/2018 | 20:41


O Estádio 1º de Maio é verdadeira arma para o São Bernardo. Desde que o técnico Wilson Júnior assumiu o comando aurinegro, o Tigre perdeu apenas um jogo no local – justamente o que não podia, na semifinal da Série A-2 estadual deste ano. Entretanto, a praça esportiva está interditada (falta do laudo da vigilância sanitária e obras nos vestiários) e, assim, o jogo contra o Taubaté, às 15h, pela estreia da Copa Paulista, será no Inamar, em Diadema.

A situação foge do controle do treinador, que lamentou o fato de ter que jogar fora do 1º de Maio. “Por mais que o Água Santa tenha excelente gramado, não estaremos no nosso estádio. Nossa equipe é muito forte em casa, dificilmente empata e só perdeu uma partida desde que estou aqui, que foi contra o Oeste, um jogo diferente, de mata-mata. E longe da nossa torcida, que não é como queríamos estrear. Mas é o que temos e estamos preparados inclusive para isso”, admitiu.

Contando este jogo contra o Oeste, o Tigre perdeu apenas outros dois nesta temporada – outro para o próprio time de Barueri e um terceiro justamente para o Taubaté, por 3 a 1, na primeira fase da Série A-2. E Wilson Júnior alerta para as qualidades do adversário. “Jogo muito difícil, uma equipe que ficou dois meses se preparando, manteve o treinador (Marcelo Martelotte) e tem projeto interessante de estruturar o clube para subir (na A-2).”

Do grupo do primeiro semestre, o São Bernardo teve algumas baixas entre os titulares. Saíram Douglas, Fernando, Matheus Jussa, Francismar, Alvinho e Willian Lira. O goleiro Daniel, por sua vez, está machucado. Ainda assim, da considerada equipe ideal hoje, mais de 80% já integrava o elenco. As novidades são os jovens Nicolas e Wesley. “Treinamos 40 dias. Fiquei feliz com a evolução do time, a assimilação ao jeito de jogar está sendo positiva. Não estamos 100%, mas 70% a 80% do que queríamos”, declarou o comandante.

Wilson Júnior terá à disposição quatro dos cinco reforços que o clube trouxe para a competição – exceção feita a Gustavinho, que não teve a documentação regularizada a tempo. Além disso, o grupo conta com dois atletas do sub-17: Leandro Jabá e Diogo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;