Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Neymar completa um ano de Paris Saint-Germain com fama, fortuna e muita polêmica

Agência Brasil  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/08/2018 | 10:38


Fama, fortuna, gols e muita polêmica. Assim chega Neymar ao final de seu primeiro ano na equipe do Paris Saint-Germain. Contratado por 222 milhões de euros (mais de R$ 950 milhões no câmbio atual), maior transação da história do futebol, o camisa 10 da seleção brasileira enlouqueceu os torcedores franceses em sua primeira partida no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, ao marcar dois gols dar duas assistências e sofrer um pênalti na goleada por 6 a 2 sobre o Toulouse, pelo Campeonato Francês.

Mas a relação de amor começou a esfriar após apenas 45 dias. No final do jogo contra o Lyon, pela mesma competição, o brasileiro pediu para bater um pênalti, cuja função era de Cavani. O centroavante uruguaio negou o pedido, mas desperdiçou a cobrança.

O ambiente no vestiário do time francês ficou pesado e o técnico espanhol Unai Emery não demonstrou ter pulso para equilibrar o ego de seus jogadores. No jogo contra o Dijon, apesar da goleada por 8 a 0 e dos quatro gols marcados, Neymar deixou o campo sob vaias, após não deixar Cavani bater um pênalti. Detalhe: o atacante uruguaio estava a um de completar 100 pelo time francês.

A situação ficou ainda pior no clássico frente ao Olympique de Marselha, no estádio Velodrome, em Marselha, quando Neymar acabou expulso, após receber dois cartões amarelos e cair na provocação do argentino Lucas Ocampos.

No fim de fevereiro, contra o mesmo Olympique de Marselha, em Paris, o atacante sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito que o impediu de atuar nos jogos decisivos da Liga dos Campeões da Europa (foi eliminado pelo Real Madrid nas oitavas de final), Campeonato Francês, Copa da Liga Francesa e Copa da França. O tratamento feito no Brasil após a cirurgia irritou torcida, imprensa e companheiros de equipe.

Os rumores de uma transferência para o Real Madrid e o fracasso com a seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia - eliminada nas quartas de final pela Bélgica - deixaram o craque em um patamar inferior ao daquele que ele estava ao se apresentar vindo do Barcelona.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Neymar completa um ano de Paris Saint-Germain com fama, fortuna e muita polêmica


03/08/2018 | 10:38


Fama, fortuna, gols e muita polêmica. Assim chega Neymar ao final de seu primeiro ano na equipe do Paris Saint-Germain. Contratado por 222 milhões de euros (mais de R$ 950 milhões no câmbio atual), maior transação da história do futebol, o camisa 10 da seleção brasileira enlouqueceu os torcedores franceses em sua primeira partida no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, ao marcar dois gols dar duas assistências e sofrer um pênalti na goleada por 6 a 2 sobre o Toulouse, pelo Campeonato Francês.

Mas a relação de amor começou a esfriar após apenas 45 dias. No final do jogo contra o Lyon, pela mesma competição, o brasileiro pediu para bater um pênalti, cuja função era de Cavani. O centroavante uruguaio negou o pedido, mas desperdiçou a cobrança.

O ambiente no vestiário do time francês ficou pesado e o técnico espanhol Unai Emery não demonstrou ter pulso para equilibrar o ego de seus jogadores. No jogo contra o Dijon, apesar da goleada por 8 a 0 e dos quatro gols marcados, Neymar deixou o campo sob vaias, após não deixar Cavani bater um pênalti. Detalhe: o atacante uruguaio estava a um de completar 100 pelo time francês.

A situação ficou ainda pior no clássico frente ao Olympique de Marselha, no estádio Velodrome, em Marselha, quando Neymar acabou expulso, após receber dois cartões amarelos e cair na provocação do argentino Lucas Ocampos.

No fim de fevereiro, contra o mesmo Olympique de Marselha, em Paris, o atacante sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito que o impediu de atuar nos jogos decisivos da Liga dos Campeões da Europa (foi eliminado pelo Real Madrid nas oitavas de final), Campeonato Francês, Copa da Liga Francesa e Copa da França. O tratamento feito no Brasil após a cirurgia irritou torcida, imprensa e companheiros de equipe.

Os rumores de uma transferência para o Real Madrid e o fracasso com a seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia - eliminada nas quartas de final pela Bélgica - deixaram o craque em um patamar inferior ao daquele que ele estava ao se apresentar vindo do Barcelona.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;