Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

MX inédito

Veterana banda andreense de thrash apresenta disco sexta-feira no Sesc Santo André


Vinícius Castelli

31/07/2018 | 07:00


Expoente do thrash metal nacional, a veterana banda andreense MX coloca fim ao hiato de duas décadas sem disco de inéditas e apresenta o resultado do novo trabalho, A Circus Called Brazil (Shinigami Records, R$ 25, em média), no Sesc Santo André na sexta-feira, a partir das 21h. As entradas custam de R$ 6 a R$ 20.

Dona de discos como Simoniacal (1988) e Mental Slavery (1989), a banda, que surgiu no mesmo período de outros grupos conhecidos, como Sepultura e Necromancia, por exemplo, apresenta nove temas inéditos, além de uma releitura de Speedfreak, do Motörhead.

Formado por Alexandre da Cunha (bateria e voz), Alexandre ‘Dumbo’ Gonçalves (guitarra e voz de apoio), Décio Jr. (guitarra) e Alexandre ‘Morto’ Favoretto (contrabaixo e voz de apoio), o MX tem boa novidade para quem já o conhece: o grupo segue com as mesmas essência e energia de antes, mas com maturidade. O peso das canções também está intacto.

A Circus Called Brazil, que deve ter lançamento na Rússia em breve, remete ao autêntico thrash metal dos anos 1980, com músicas de passagens rápidas e cadenciadas, como nas faixas Mission e Lucky. O MX aposta em letras ácidas que falam de problemas políticos, religiosos e sociais. “Guerra, criminalidade, refugiados, o ‘circo’ político que o País enfrenta e as dificuldades em viver no mundo atual”, diz Cunha.

Ele conta que três das músicas são antigas, compostas há uma década e reestruturadas para a gravação. As outras sete são novas em folha, da safra 2016/2017.

A sensação, para o baterista, após tanto tempo sem um disco inédito, é de felicidade. “O álbum é muito superior a tudo que já fizemos. É coeso, maduro e com muita evolução, principalmente nas composições e linhas de voz. Acho que tínhamos que lançar um trabalho desse calibre, estávamos devendo isso”, explica.

MX – Música. No Sesc Santo André – Rua Tamarutaca, 302. Sexta-feira, às 21h. Ingr: R$ 6 a R$ 20 (nas bilheterias e site www.sescsp.org.br).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados