Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O dono dos camarões


Marcio Bernardes

30/07/2018 | 11:12


Nenhum técnico do Palmeiras nos últimos anos ficou tanto tempo no comando do time quanto Luiz Felipe Scolari. Ele ocupou o cargo entre junho de 2010 e setembro de 2012 e no fim de 2011 cobrou “camarões” da diretoria para a temporada que viria pela frente. A história mostrou que os reforços foram “peixe pequeno” e, apesar da conquista da Copa do Brasil, o técnico participou da campanha do rebaixamento.

Desde a saída de Felipão, foram oito técnicos efetivos, além de outros dois interinos. Roger Machado não conseguiu cuidar bem do agora elenco recheado de camarões e a saída do presidente Mauricio Galiotte e o diretor Alexandre Mattos foi recorrer a um comandante experiente, conhecedor do clube e ciente da pressão que encontrará pela frente a partir desta semana. Vale lembrar que no fim do ano o Palmeiras tem eleição presidencial, além da votação pela mudança do estatuto, que acontece no próximo sábado, dia 4 de agosto.

É claro que além da questão campo, tudo o que acontece fora dele tem influência e pesou para a volta de Felipão. O futuro é uma incógnita, mas dá para ver que o Palmeiras aposta na Copa do Brasil e Libertadores para acabar a temporada com ao menos um título. São seis jogos na competição nacional e oito no torneio sul-americano para conseguir o troféu. O treinador sabe o caminho para conquistar ambos e o torcedor alviverde se lembra bem. Nas duas passagens anteriores foram cinco canecos.

O palmeirense se apega ao histórico vitorioso para acreditar em um novo sucesso, agora com elenco qualificado. Para os demais, fica expectativa para ver como será o novo trabalho de Felipão após três anos longe do Brasil.

Que visitante!

O Campeonato Brasileiro de 2018 não tem sido bom para os visitantes, porém o São Paulo é o oposto. Melhor time quando atua longe do Morumbi, o time de Aguirre segue na cola do líder Flamengo e fez nove pontos em quatro partidas complicadas após a Copa do Mundo. Foram triunfos fora contra Fla e Cruzeiro, vitória no clássico contra o Corinthians em casa e derrota para o Grêmio, no Sul. Os últimos campeões nacionais terminaram as campanhas como os melhores visitantes. O Tricolor tem feito isso.

Romero

O atacante paraguaio é o artilheiro da Arena Corinthians com 26 gols e logo depois dos dois tentos contra o Cruzeiro, na última quarta-feira, ele se cobrou por precisar repetir as atuações também longe de casa. Contra o Vasco, foram três e ele chegou 37 com a camisa alvinegra em 197 compromissos. Em um período de desmanche promovido pela diretoria, Romero aparece para liderar o Timão nas vitórias.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;