Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sama é alvo de diligência da PF em desdobramento da Prato Feito

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Servidores foram ouvidos por agentes; operação investiga fraudes em contratos de merenda e uniformes


Do Diário OnLine

27/07/2018 | 14:38


Atualizada às 18h02

Agentes da Polícia Federal estiveram no prédio da Sama (Saneamento Básico de Mauá) nesta sexta-feira (28) para entrevistar funcionários da autarquia. A diligência tem relação com a Operação Prato Feito, que foi deflagrada em maio e que levou à prisão o prefeito afastado Atila Jacomussi (PSB).

Em documento da Polícia Federal, o órgão afirma que os servidores foram ouvidos a partir das 11h. Já funcionários da autarquia disseram à reportagem que os agentes chegaram ao local pouco antes do meio dia e permaneceram lá até as 12h40. Segundo a Sama, os servidores entrevistados “prontamente prestaram todas as informações devidas e se colocaram à disposição para qualquer esclarecimento”. 

A Operação Prato Feito investiga denúncias de corrupção em contratos de merenda e uniformes escolares em 30 municípios paulistas. Atila foi preso em flagrante por lavagem de dinheiro porque a polícia encontrou R$ 87 mil em espécie escondidos em panelas dentro de sua residência.


 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sama é alvo de diligência da PF em desdobramento da Prato Feito

Servidores foram ouvidos por agentes; operação investiga fraudes em contratos de merenda e uniformes

Do Diário OnLine

27/07/2018 | 14:38


Atualizada às 18h02

Agentes da Polícia Federal estiveram no prédio da Sama (Saneamento Básico de Mauá) nesta sexta-feira (28) para entrevistar funcionários da autarquia. A diligência tem relação com a Operação Prato Feito, que foi deflagrada em maio e que levou à prisão o prefeito afastado Atila Jacomussi (PSB).

Em documento da Polícia Federal, o órgão afirma que os servidores foram ouvidos a partir das 11h. Já funcionários da autarquia disseram à reportagem que os agentes chegaram ao local pouco antes do meio dia e permaneceram lá até as 12h40. Segundo a Sama, os servidores entrevistados “prontamente prestaram todas as informações devidas e se colocaram à disposição para qualquer esclarecimento”. 

A Operação Prato Feito investiga denúncias de corrupção em contratos de merenda e uniformes escolares em 30 municípios paulistas. Atila foi preso em flagrante por lavagem de dinheiro porque a polícia encontrou R$ 87 mil em espécie escondidos em panelas dentro de sua residência.


 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;