Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Parma é punido na volta à elite e começará Italiano com cinco pontos negativos



23/07/2018 | 11:38


O Parma conseguiu o acesso para a elite do Campeonato Italiano na última temporada, mas fará sua estreia com saldo negativo de cinco pontos. A punição foi anunciada nesta segunda-feira pela Federação Italiana de Futebol (FIGC, na sigla em italiano).

Também não poderá contar com o atacante Emanuele Calaio, que pegou suspensão de dois anos e foi multado em 20 mil euros (cerca de R$ 90 mil). Calaio foi o ponto central da acusação de uma suposta tentativa de manipulação de resultado do Parma. Quatro dias antes do duelo contra o Spezia, em maio, pela última rodada da Série B, o atacante enviou mensagem para o jogador adversário pedindo que fizesse corpo mole.

O Parma precisava da vitória para garantir o acesso. Calaio enviou quatro mensagens pelo Whatsapp ao zagueiro Filippo de Col, sugerindo que ele e o companheiro de equipe, Claudio Terzi, não jogassem a sério.

Calaio, de 36 anos, se defendeu dizendo que as mensagens eram apenas brincadeiras com um ex-companheiro de time - ele atuou no Spezia entre 2015 e 2016. "Ei Pippein (De Col) é melhor você não dar o seu melhor na sexta-feira, meu amigo", escreveu o atacante. "Diga também ao Claudiein (Terzi) o mesmo", prosseguiu. "Especialmente pela relação que vocês têm comigo".

Sem obter resposta do ex-companheiro de time, Calaio enviou outra mensagem. "De qualquer forma, Pippein, fique tranquilo. Estava só brincando. Para mim não fará muita diferença pois vou me aposentar logo mais".

De Col, de 24 anos, logo que recebeu a mensagem foi mostrar ao técnico do Spezia, que mostrou para a diretoria, que encaminhou para a FIGC. O Parma venceu a partida por 2 a 0 e terminou na segunda colocação da Série B, garantindo o acesso três anos após ter declarado falência.

O Parma emitiu comunicado nesta segunda-feira criticando a decisão da Federação Italiana. "Consideramos a condenação de nosso funcionário Emanuele Calaio anormal em relação ao fatos que levaram ao seu encaminhamento e à investigação. A penalidade foi muito pesada em contraste com julgamentos esportivos recentes", informou.

O clube italiano também informou que entrará com recurso contra a decisão. "Confiamos que a completa falta de conexão do Parma a qualquer atitude ilegal será reconhecido pelo Tribunal Federal de Apelação, ao qual o clube irá recorrer em uma curta questão de tempo, na esperança de encontrar justiça", finalizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados