Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Visto australiano: como tirar, documentação e valor

Apesar de ser um pouco burocrático, o processo pode ser feito sem a ajuda de despachantes

Maria Beatriz Vaccari

13/11/2018 | 11:48


Todo viajante que pretende conhecer cidades como Melbourne ou Sydney, na Austrália, precisa solicitar o visto australiano. Apesar de ser um pouco burocrático, o processo para conseguir a autorização pode ser feito sem a ajuda de despachantes ou empresas especializadas. Uma das grandes vantagens é que a solicitação é online, sem a necessidade de ir ao consulado.

Viajantes brasileiros devem solicitar visto australiano antes de ir ao país

Visto australiano 2018

Existem vários tipos de visto australiano. O mais comum, que será abordado ao longo deste post, é o visto australiano de turismo. Ele é destinando a pessoas que pretendem passar férias no país, realizar cruzeiros ou estudar inglês por no máximo três meses.

O pessoal que passar mais de 12 semanas aprendendo o idioma deve optar pelo visto australiano de estudante. Já os brasileiros que buscam oportunidades profissionais no país precisam tirar o visto australiano de trabalho.

Visto australiano: passo a passo

Os turistas que pretendem ir à Austrália devem solicitar o visto de visitante (subclass 600) de forma online. O primeiro passo para começar o processo é criar uma conta no ImmiAccount.

Com o perfil criado, é possível solicitar o formulário de requerimento do visto de turismo (disponível apenas em inglês). O viajante deve preenchê-lo com seus dados pessoais, incluindo número do passaporte e motivo da viagem. Vale a pena destacar que as informações devem ser escritas sem acentos ou caracteres que não fazem parte da língua inglesa.

Durante o processo, o solicitante também precisa anexar alguns documentos obrigatórios, como cópia do passaporte e comprovante de serviço militar ou de dispensa.

Os mais prevenidos podem incluir documentos complementares. Eles podem ajudar a evitar que o visto australiano seja negado. Veja as sugestões indicadas no site da embaixada do país:

  • Carta do empregador informando cargo, tempo de serviço, salário e período de férias ou contrato social da empresa;
    • Comprovante de matrícula da escola ou universidade;
    • Carta convite de um familiar ou amigo na Austrália (na forma de Statutory Declaration);
    • Comprovante de visto permanente, se não tiver nacionalidade do país no qual o requerente pedirá o visto;
    • Provas de disponibilidade financeira ou acesso a recursos suficientes para realizar a viagem do requerente do visto ou da pessoa responsável financeiramente pela viagem (se for de um terceiro deverá acompanhar uma declaração, com firma reconhecida, confirmando a disposição da pessoa em custear a viagem).
    Estas provas financeiras podem incluir, mas não são restritas a:
    – três últimos contracheques;
    – declaração de imposto de renda;
    – extratos bancários de conta corrente ou investimentos dos três últimos meses;
    – recibos de compras de moeda estrangeira;
    – extratos de cartão de credito dos três últimos meses.

LEIA MAIS: PRECISA DE VISTO PARA MÉXICO, PORTUGAL, CANADÁ…? SAIBA AS REGRAS
VISTO AMERICANO: COMO TIRAR, DOCUMENTOS E VALORES

 Visto australiano: valor

Depois de concluir o processo de preenchimento de informações e de envio de documentos, é hora de pagar a taxa do visto para a Austrália. A da categoria subclass 600 custa 140 dólares australianos (aproximadamente R$ 397).

Após o pagamento, é só aguardar a análise do processo. O tempo varia conforme o caso e a localidade, mas gira em torno de 10 a 35 dias.

Se o visto for aprovado, o solicitante receberá um e-mail comunicando que ele já tem autorização para entrar na Austrália. Vale destacar que não é preciso anexar nada ao passaporte. Entretanto, indica-se imprimir o comprovante recebido e levá-lo na viagem.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;