Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 16 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Conflitos comerciais devem ser resolvidos por meio de maior cooperação, diz FMI



22/07/2018 | 16:22


A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que participou da reunião ministerial do G-20 em Buenos Aires, alertou novamente na tarde deste domingo, 22, para os "crescentes riscos" para a economia mundial gerados pelo aumento das tensões comerciais. A dirigente disse ter estimulado os ministros presentes no encontro a resolverem os conflitos comerciais por meio da cooperação internacional, sem recorrer a medidas excepcionais.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da economia mundial segue "forte", segundo Lagarde, mas vem se dando de forma desigual. "A economia mundial enfrente crescentes riscos, especialmente de curto prazo, pelo aumento das tensões comerciais, das pressões financeiras nas economias emergentes vulneráveis e pelo retorno do risco soberano em partes da zona do euro", afirmou a dirigente em comunicado divulgado pelo FMI.

Lagarde disse que, durante a reunião do G-20, orientou os governos a abordar esses riscos "de forma decisiva e com espírito de cooperação", de forma a garantir que o período atual de crescimento perdure. "Isto é especialmente crucial quando se trata de manter o sistema de comércio internacional aberto."

A recomendação do FMI é que em resposta à maior volatilidade financeira, as taxas de câmbio devem seguir flexíveis, com papel para amortecer choques nos países emergentes. Além disso, os governos devem lançar mão de políticas prudenciais para lidar com as vulnerabilidades financeiras. Para os países com alto déficit em conta corrente, a recomendação é evitar políticas fiscais expansionistas, de forma a ajudar a colocar a dívida pública em caminho decrescente.

A reunião do G-20 ocorreu em meio às ameaças do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de impor mais tarifas sobre produtos chineses. Estimativas em estudo divulgado durante o evento pelo FMI sinalizam que uma guerra comercial pode retirar US$ 430 bilhões do PIB mundial em 2020.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;