Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Roger confirma escalação do Palmeiras e admite ansiedade para retomada

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


18/07/2018 | 16:05


O período sem jogos nas principais competições em virtude da pausa para a Copa do Mundo da Rússia deixou o técnico Roger Machado ansioso para voltar a sentir a adrenalina das competições. Essa vontade, ele vai matar nesta quinta-feira, quando o Palmeiras enfrentará o Santos, às 20 horas, no Pacaembu, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Até eu estou com vontade de entrar em campo depois de 40 dias", brincou o treinador, que foi lateral-esquerdo de sucesso, durante entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira, na Academia de Futebol. "O Brasileiro entra na fase final do primeiro turno, e Copa do Brasil e Libertadores, nas fases mais decisivas em agosto. Esperamos com esse treinamento forte de muitos dias que tivemos elevar o nível físico, técnico e tático e manter a forma competitiva como acabamos o período pré-Copa", falou o treinador, antes do treinamento, que foi fechado para a imprensa.

O mistério adotado se deu mais em função de uma ou outra jogada ensaiada que Roger queria testar para surpreender o Santos, porque a escalação foi confirmada por ele, sendo a mesma que vem treinando nos últimos dias. Logo, o Palmeiras irá a campo com: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Hyoran; Willian.

Apesar de destacar a falta que o período sem atuar fez para ele e o elenco - por mais que o Palmeiras tenha disputado três amistosos neste período -, o treinador aproveitou a oportunidade para criticar o calendário ao dizer que é justamente a sequência de duas partidas por semana que acaba, muitas vezes, desestimulando as equipes.

"Se tem uma coisa que tira a competitividade são os jogos consecutivos. Às vezes, o atleta não sente nem a saudade de estar em campo, não consegue curtir o sucesso momentâneo de uma vitória, porque acorda no dia seguinte e já é véspera de jogo de novo. Mas é claro que, quando fica esse tempo logo sem jogar, a vontade é imensa", comentou.

Sexto colocado, com 19 pontos, o Palmeiras está a oito de distância do líder Flamengo. O Santos, por sua vez, é o 15º, com 13. Na visão de Roger, não poderia haver maneira melhor de voltar à rotina do que disputando um clássico. "Motiva muitas paixões e começar com jogo grande é sempre bom. São jogos em que você pode mostrar a que veio", concluiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;