Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas da Europa fecham em alta, com noticiário corporativo e exportadoras

EBC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


18/07/2018 | 14:34


As bolsas da Europa encerraram o pregão desta quarta-feira, 18, majoritariamente em alta, impulsionadas pelo noticiário corporativo e pelo desempenho de ações de empresas exportadoras, que se beneficiaram da baixa das moedas do continente.

O dia foi de notícias relacionadas à inflação no Velho Continente. Logo pela manhã, o Eurostat reportou que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro teve avanço de 0,1% em junho na comparação com o mês anterior, de acordo com os dados oficiais finais divulgados nesta quarta-feira. Além disso, o CPI avançou 2,0% na comparação anual de junho. Os números vieram em linha com a expectativa dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

Ao olhar o núcleo do CPI, no entanto, veio a maior surpresa do indicador. A medida que exclui itens voláteis como alimentos e energia, ficou estável no mês e subiu 0,9% na comparação anual de junho. Os economistas previam, nesse caso, alta mensal de 0,1% e de 1,0% no ano.

No Reino Unido, a estabilização da inflação ao consumidor na comparação mensal também surpreendeu os analistas, que previam alta de 0,2% do indicador. Na base anual, o CPI subiu 2,4%, ante expectativa de avanço de 2,6% dos economistas.

Os indicadores fizeram com que as moedas europeias caíssem em relação ao dólar. Perto do horário de fechamento das bolsas europeias, o euro caía para US$ 1,1639 e a libra recuava para US$ 1,3046.

O câmbio apoiou a elevação de ações de empresas exportadoras do continente, que se beneficiam pela ampliação da receita. A empresa alemã de alta tecnologia Infineon saltou 3,09%, a companhia de alimentação francesa Danone subiu 0,77%, a mineradora inglesa Glencore avançou 1,72% e a distribuidora de gás espanhola Iberdrola ganhou 0,48%.

A Bolsa de Frankfurt subiu para 12.765,94 pontos (+0,82%), a de Paris avançou para 5.447,44 pontos (+0,46%), a de Londres terminou em 7.676,28 pontos (+0,65%) e a de Madri encerrou na máxima aos 9.753,20 pontos (+0,35%).

O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em 387,06 pontos (+0,54%). O principal destaque foi das ações da sueca Ericsson, cujo papel da série B disparou 8,52%, após divulgar números do segundo trimestre e aumentar suas metas para o ano.

Em Milão, fora do índice FTSE Mib, os papéis da Juventus saltaram 4,63%, ainda na esteira da contratação do jogador português Cristiano Ronaldo. O indicador acionário italiano caiu 0,03%, para 21.972,22 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI 20 recuou 0,26%, para 5.623,32 pontos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;