Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Marilia Mendonça fala sobre a importância de as mulheres se unirem: Se a gente não se ajudar, ninguém vai fazer por nós

Reprodução / Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/07/2018 | 18:11


Marilia Mendonça resolveu usar seu Twitter para não só fazer um desabafo, mas também para inspirar outras mulheres.

A cantora fez uma crítica dizendo que a maioria dos comentários negativos que ela recebe são de mulheres, e explica o quanto isso é ruim, pois isso não é algo que só ocorre com ela. Marilia começou compartilhando uma lista na qual ela e Anitta ocupam o primeiro e segundo lugar entre os artistas com o maior número de vídeos com mais de 100 milhões de visualizações no YouTube.

Que hino pra música brasileira. Duas mulheres dominando o YouTube... Ainda é modinha mulher cantar?

E continuou:

Só lembrando: mulher pode cantar, e não é só cantar... Pode opinar sobre política, futebol e pode fazer o que ela quiser... Mulheres, o feminismo não deve ser só pra artista. Ele deve existir entre todas as mulheres. Chega de mulher tentando botar outra mulher pra baixo. Se a gente não se ajudar, ninguém vai fazer por nós. Cada mulher tem seu gosto pessoal, musical, personalidade, sonhos. Não cabe julgar uma mulher só porque ela não pensa como você. Ela pode não compartilhar opiniões, mas compartilha a luta. Vai chocar vocês, mas a maioria de comentários que colocam pra baixo hoje na minha vida, ainda vem de mulheres.

Por conta disso, ela deixa claro que o mais importante é as mulheres se unirem.

Tá ruim? Tá difícil? Pede ajuda. Não tenta justificar suas tristezas colocando outras mulheres para baixo. Vamos nos unir cada dia mais. A gente vai dominar esse mundo. O que mais leio é a palavra inveja. Eu não me revolto. Eu quero que mude. Eu não quero que você tenha uma vida ruim. Eu não quero me gabar que realizei meus sonhos. Eu não quero esfregar isso na sua cara. Não quero te fazer mal. Eu lutei pra isso. E quero que você lute. Deixe que suas amigas te odeiem por um momento, mas nunca deixe de dizer a verdade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marilia Mendonça fala sobre a importância de as mulheres se unirem: Se a gente não se ajudar, ninguém vai fazer por nós


17/07/2018 | 18:11


Marilia Mendonça resolveu usar seu Twitter para não só fazer um desabafo, mas também para inspirar outras mulheres.

A cantora fez uma crítica dizendo que a maioria dos comentários negativos que ela recebe são de mulheres, e explica o quanto isso é ruim, pois isso não é algo que só ocorre com ela. Marilia começou compartilhando uma lista na qual ela e Anitta ocupam o primeiro e segundo lugar entre os artistas com o maior número de vídeos com mais de 100 milhões de visualizações no YouTube.

Que hino pra música brasileira. Duas mulheres dominando o YouTube... Ainda é modinha mulher cantar?

E continuou:

Só lembrando: mulher pode cantar, e não é só cantar... Pode opinar sobre política, futebol e pode fazer o que ela quiser... Mulheres, o feminismo não deve ser só pra artista. Ele deve existir entre todas as mulheres. Chega de mulher tentando botar outra mulher pra baixo. Se a gente não se ajudar, ninguém vai fazer por nós. Cada mulher tem seu gosto pessoal, musical, personalidade, sonhos. Não cabe julgar uma mulher só porque ela não pensa como você. Ela pode não compartilhar opiniões, mas compartilha a luta. Vai chocar vocês, mas a maioria de comentários que colocam pra baixo hoje na minha vida, ainda vem de mulheres.

Por conta disso, ela deixa claro que o mais importante é as mulheres se unirem.

Tá ruim? Tá difícil? Pede ajuda. Não tenta justificar suas tristezas colocando outras mulheres para baixo. Vamos nos unir cada dia mais. A gente vai dominar esse mundo. O que mais leio é a palavra inveja. Eu não me revolto. Eu quero que mude. Eu não quero que você tenha uma vida ruim. Eu não quero me gabar que realizei meus sonhos. Eu não quero esfregar isso na sua cara. Não quero te fazer mal. Eu lutei pra isso. E quero que você lute. Deixe que suas amigas te odeiem por um momento, mas nunca deixe de dizer a verdade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;