Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Festival do Chocolate esquenta inverno em Campos do Jordão

Quem visitar o município até o fim de agosto poderá aprender a fazer bombom e provar pratos

Heloísa Cestari

17/07/2018 | 08:48


Nem só de recitais, frio e badalação é feita a temporada de inverno em Campos do Jordão (SP). Além da tradicional programação do maior festival de música clássica da América Latina, que prossegue até 29 de julho, a charmosa cidade da Mantiqueira reforça sua fama gastronômica com a primeira edição do Festival do Chocolate.

LEIA MAIS: CONHEÇA O GRANDE HOTEL CAMPOS DO JORDÃO
TÍQUETES PARA TREM DE CAMPOS DO JORDÃO PODEM SER RESERVADOS PELA INTERNET

Muito mais do que saborear doces, quem visitar o município até o fim de agosto poderá aprender a fazer o próprio bombom, experimentar drinques e pratos exclusivos elaborados com chocolate pelos estabelecimentos participantes (inclusive salgados). Dá até para degustar uma versão especial de cerveja artesanal que leva cacau entre os ingredientes. Confira os destaques:

Festival do Chocolate: inverno em Campos do Jordão

  • Mercado São Bento

O maior point do Festival do Chocolate em Campos do Jordão é o Mercado São Bento (Avenida Macedo Soares, 123). Inaugurado em 2017, no boulevard mais badalado da Vila Capivari, o mercado reúne vários estabelecimentos comerciais de renome na cidade, como o café, a fábrica e uma das cinco lojas da Sabor Chocolate, que lançou vários produtos especiais para o festival.

Destaque para os bombons recheados com creme de pinhão ou de nozes, a trufa com pedaços de avelã, as deliciosas drágeas de maracujá e as chamadas mediants (moedinhas de chocolate ao leite com amêndoas, nozes, passas, damasco e outras frutas secas). Tudo para deixar o inverno em Campos do Jordão ainda mais saboroso.

Heloísa Cestari

Mercado São Bento concentra a maioria dos parceiros do festival

Ao todo, há mais de 250 sabores de bombons, drágeas e afins. “Só de chocolate diet temos 18 tipos, além de versões sem lactose”, diz o proprietário da rede e secretário de Turismo de Campos do Jordão, José Carlos Carvalho.

  • Café e fábrica da Sabor Chocolate

O Café Sabor Chocolate, por sua vez, criou vários doces para acompanhar um chá ou chocolate quente, sem pressa, em suas convidativas mesinhas com mantas de lã nas cadeiras — que dão aquela esquentada nos dias mais frios enquanto se confere o vaivém de turistas no calçadão em frente ao mercado.

Entre as novidades, tem palha italiana, bolo de chocolate meio amargo com ganache de chocolate ao leite, mousse meio a meio de chocolate branco com chocolate ao leite e rocambole “prestígio” servido com uma bola de sorvete.

Kadu Schiavo/Divulgação

Café Sabor Chocolate criou vários doces especialmente para o evento

Já a fábrica da chocolateria, no subsolo do Mercado São Bento, oferece ao visitante a experiência de fazer o próprio chocolate em pleno inverno de Campos do Jordão. Adultos e crianças recebem um avental e aprendem com um especialista o passo a passo de como preparar uma trufa, que depois será embalada e levada para casa.

Basta reservar horário na própria loja da Sabor Chocolate no Mercado São Bento. A atividade é oferecida durante todo o ano aos sábados (das 10h às 20h) e domingos (das 10h às 17h).

Divulgação

Na fábrica da Sabor Chocolate, é possível ter uma aulinha para fazer a própria trufa

  • Iceland, o bar de gelo

Inaugurado há um ano no subsolo do Mercado São Bento, o Iceland é o único bar de gelo fixo que funciona o ano inteiro no Brasil. Tudo lá é de gelo: desde os copos e o balcão até um escorregador idealizado pelo empresário Luis Fernando Peretti e esculturas que mais parecem de cristal.

A sensação é de estar em um iglu revestido com 30 toneladas de gelo. E muita gente paga para entrar nessa fria. Na alta temporada, o número de visitantes chega a 600 pessoas, mas só entram 20 de cada vez e o tempo de permanência não pode ultrapassar os 20 minutos, devido à baixa temperatura, que varia de 15ºC a 20ºC negativos.

Heloísa Cestari

Bar é feito 100% de gelo, desde os copos até as prateleiras, poltronas e o balcão

Para participar do Festival do Chocolate, o Iceland criou o drinque Choco Ice, feito com uísque, licor de cacau, chocolate meio amargo, leite condensado e chantilly. O ingresso custa R$ 68 para adultos (com direito a duas bebidas, incluindo coquetéis únicos, que levam até nitrogênio na receita) e R$ 38 para crianças, que podem optar por refrigerantes e um picolé que deixa a língua tão azulada quanto a ponta dos dedos de quem resolve tirar a luva para fazer uma selfie.

A propósito, a entrada também inclui o empréstimo de luvas e casacos com gorro bem quentinhos para evitar que algum desavisado tenha hipotermia lá dentro. O Iceland abre todos os dias, das 12h às 22h durante a semana e das 11h até o último cliente aos fins de semana.

Heloísa Cestari

Esculturas de gelo recebem iluminação especial e mudam a cada temporada de inverno em Campos do Jordão 

  • De volta aos anos 60 no Bar Vemaguet 67

Melhor bar retrô de Campos do Jordão, o Vemaguet 67 levou para a unidade do Mercado São Bento a mesma atmosfera que transformou a sede no boulevard da Vila Capivari em um dos mais aprazíveis points de Campos do Jordão.

Alusões à caranga que fez fama na década de 60 estão por toda parte, tanto na decoração quanto no nome dos pratos, que vão desde o Mignon Turbinado (com batata, bacon e queijo), o Embreagem (porção de bolinhos de bacalhau) e o Freio de Mão (mix de salsichas alemãs com cebolas na cerveja) até os famosos hambúrgueres artesanais, a sequência de fondue e o tradicional eisbein alemão (joelho de porco) com chucrute.

Heloísa Cestari

Sede do Vemaguet 67 no boulevard da Vila Capivari: ambiente retrô e comida de primeira

  • Delícias do Cantinho da Serra

Além do Vemaguet 67, o Mercado São Bento abriga o restaurante Cantinho da Serra, onde o chef Oswaldo Marcelo solta a imaginação para elaborar pratos exclusivos com os melhores ingredientes da montanha. A novidade para esta temporada de inverno em Campos do Jordão é a parrilla argentina com quatro variedades de cortes premium (carré de cordeiro, bife ancho, assado de tira e linguiça).

Também há criações desenvolvidas especialmente para o Festival do Chocolate, a exemplo do agnolotti de chocolate com recheio de requeijão da serra, banana-prata e pinhão na manteiga de ervas e do confit de pato com molho de chocolate, vinho do porto e crocante de parmesão. Para a sobremesa, aposte nas minifondues de chocolate com frutas da estação nas versões gianduia ou avelã.

KaduSchiavo/Divulgação

Agnolotti de chocolate com recheio de requeijão, banana-prata e pinhão na manteiga de ervas

  • Cerveja de cacau na Caras de Malte

Para acompanhar toda essa comilança com o crème de la crème das cervejas artesanais, saia do Mercado São Bento e dirija cerca de 3 km rumo ao bairro de Descansópolis. É lá, na Avenida Pedro Paulo, que os “malteanos” (como são chamados os sócios da microcervejaria Caras de Malte) se esmeram em invenções na inebriante busca pela “melhor cerveja do universo”.

Para o Festival do Chocolate neste inverno em Campos do Jordão, por exemplo, eles criaram a Brown Porter, que leva nibs de cacau orgânico e malte torrado em seu processo de maturação. Mas vale participar da palestra guiada pelo cervejeiro Mauricio da Silva Lourenço para conhecer o processo de fabricação e os ingredientes inusitados dos oito sabores de chope comercializados na região. Essa apresentação é oferecida aos fins de semana, de hora em hora, e é gratuita.

Daniel Cardoso/Divulgação

Em Descansópolis, a Caras de Malte oferece degustação de cervejas; tem até versão com cacau

  • Degustação muito bem harmonizada

Depois, sente-se em uma das mesinhas do restaurante Caras de Malte, que fica ali mesmo, em um varandão, e peça o menu-degustação, que inclui seis variedades da cerveja artesanal, servidas em copos de 120 ml, desde a Antimatéria (Munich Helles) — a mais leve de todas, com aroma do lúpulo tcheco saaz — até a frutada Nebulosa (Witbier), que leva malte de trigo, casca de laranja e semente de coentro em sua composição.

Para harmonizar, não faltam pratos igualmente inusitados no cardápio, que abrange desde dadinhos de tapioca com geleia de pimenta, trutas e fondues até grelhados à moda parrilla uruguaia. Alguns deles, como já é de se imaginar, são feitos com a bebida, como as costelinhas ao molho de barbecue com cerveja.

Kadu Schiavo/Divulgação

Mignon ao molho de chocolate e funghi com batatas grelhadas é novidade no inverno em Campos do Jordão

Outros foram desenvolvidos pelo chef Thiago Silva especialmente para o Festival do Chocolate em Campos do Jordão, a exemplo do surpreendentemente saboroso drumet de frango com molho de chocolate com pimenta e do mignon ao molho de chocolate e funghi fresco com batatas grelhadas.

Entre as opções doces, destaque para o creme belgian dark com biscuit de chocolate. Delícias que parecem mesmo vir de outra galáxia, mas que cativam o paladar na primeira garfada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;