Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com gols no fim, Cruzeiro empata com Atlético-PR e avança na Copa do Brasil



16/07/2018 | 22:00


Em jogo morno, no qual os ataques só resolveram funcionar nos instantes finais, Cruzeiro e Atlético Paranaense empataram por 1 a 1 na noite desta segunda-feira, no Mineirão, pelo jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O resultado garantiu os mineiros na próxima fase da competição.

O Cruzeiro já entrara em campo com vantagem, por ter vencido o jogo de ida por 2 a 1, em Curitiba. A primeira partida do confronto foi disputada na Arena da Baixada, no dia 16 de maio. E o time mineiro aumentou a vantagem ao abrir o placar aos 40 minutos do segundo tempo, nesta segunda.

Nos acréscimos, o Atlético empatou, mas não teve mais tempo para buscar a virada. Nesta segunda, o time paranaense foi comandado pelo interino Tiago Nunes, que substituiu Fernando Diniz, demitido durante a parada da competição em razão da Copa do Mundo da Rússia.

Nas quartas de final, a equipe mineira vai enfrentar o Santos. O time paulista vai ser o mandante na partida de ida, em 1º de agosto, e visitante na volta, no dia 15 do mesmo mês. Pelo cruzamento da chave, o adversário na semifinal ficará entre Vasco ou Bahia, que também se enfrentam pelas oitavas de final nesta segunda, e Palmeiras.

O JOGO - No retorno da Copa do Brasil após a paralisação do futebol nacional, em razão da Copa do Mundo da Rússia, o torcedor que compareceu ao Mineirão deve ter ficado insatisfeito com o que viu no primeiro tempo entre Cruzeiro e Atlético.

A primeira etapa foi totalmente concentrada no meio-campo, tornando o duelo truncado, com muitos passes e poucas investidas no ataque. Tanto que o primeiro chute a gol do jogo só saiu aos 36 minutos. Pablo finalizou da direita e o goleiro Fábio, do Cruzeiro, defendeu com tranquilidade.

Em desvantagem no confronto, por ter perdido na ida, o Atlético abusou da cautela. Esperou o time mineiro em seu campo e praticamente não arriscou no contra-ataque. Com espaço para jogar, o Cruzeiro tampouco levou perigo. Insistia pela esquerda, em jogadas de Arrascaeta e Egídio, sem sucesso.

O primeiro bom lance do jogo só saiu aos 43. Rafael Sóbis acertou belo chute de fora da área e exibiu linda defesa do goleiro Santos, que precisou saltar para evitar o primeiro gol da partida.

O início do segundo tempo não trouxe novidades para o jogo. Os dois treinadores adiaram alterações e a partida manteve a mesma toada. O Atlético tinha até mais dificuldade para sair porque o Cruzeiro adiantava a marcação. Mas também não ameaçava no ataque.

Mano Menezes, então, fez a primeira troca aos 16. Sacou Thiago Neves e colocou Raniel num ataque que tinha apenas Sóbis atuando quase como um "falso 9". Na sequência, deu oportunidade a David, recém-contratado, para jogar na vaga de Sóbis. Pelo lado do Atlético, entrou Guilherme no lugar de Raphael Veiga.

A entrada de Raniel fez o Cruzeiro atuar mais pelo lado direito, abandonado desde o começo da partida. Aos 21, o atacante criou sua primeira boa chance ao disparar pelo lado e entrar na área. Ele se chocou com Santos e pediu pênalti. O árbitro Leandro Vuaden mandou o lance seguir.

Aos 32, Mano deu mais uma cartada. Colocou Robinho em campo, na vaga de Rafinha. E novamente deu fôlego ao ataque da sua equipe. Menos de dez minutos depois, os dois jogadores que entraram no segundo tempo decidiram a partida. Raniel deu belo passe para Robinho, que colocou Arrascaeta em posição favorável para mandar para as redes, aos 40.

Quando o duelo parecia decidido, uma falha geral na zaga do Cruzeiro deu alguma esperança aos atleticanos nos acréscimos. Aos 46, Bergson empurrou para as redes. Mas já era tarde para tentar a virada.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO 1 x 1 ATLÉTICO-PR

CRUZEIRO - Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Arrascaeta, Thiago Neves (Raniel) e Rafinha (Robinho); Rafael Sóbis (David). Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-PR - Santos; Jonathan (Bergson), Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Lucho González (Marcinho), Bruno Guimarães e Matheus Rossetto; Pablo, Raphael Veiga (Guilherme) e Nikão. Técnico: Tiago Nunes (interino).

GOLS - Arrascaeta, aos 40, e Bergson, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Thiago Neves, Raniel, Bruno Guimarães, Renan Lodi.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;