Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Museu de Arte Sacra de São Paulo abre exposição ‘Cidades Invisíveis’

Mostra em Metrô aborda as relações do homem com a cidade


Miriam Gimenes

08/07/2018 | 07:00


 O Museu de Arte Sacra de São Paulo abriu ontem, na Estação Tiradentes do Metrô, a exposição Cidades Invisíveis, do artista plástico brasileiro Luiz Martins e com curadoria de Ian Duarte Lucas. Tendo como foco o presente, a mostra, que é composta por esculturas, fotografias e vídeos, utiliza da linguagem tridimensional para mostrar o espaço e suas novas possibilidades territoriais.

Segundo o curador, tudo está em constante mutação e isso é mostrado nas obras. “O homem se insere neste novelo de passagem: passagem do tempo, que tudo transforma, e cria novos significados na memória de quem habita a cidade. E essa poética se manifesta pelos objetos que o homem cria e utiliza em suas mais diversas atividades”, comenta.

O tema, desenvolvido a partir do livro homônimo de Ítalo Calvino, dá uma outra visão às grandes capitais. “Na mostra, Luiz Martins nos mostra as cidades que não vemos, nos conduz a pensar no que existe por traz da máscara arquitetônica de grandes cidades nas quais vivemos e que, na realidade, não conhecemos. Sentimentos, paixões, alegrias e tristezas, emoções que poucas vezes afloram à vista do público”, diz o diretor executivo do museu, José Carlos Marçal de Barros.

Cidades Invisíveis – Exposição. Sala MAS (Estação Tiradentes do Metrô). Até 14 de agosto, de terça a domingo, das 9 às 17h. Gratuito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Museu de Arte Sacra de São Paulo abre exposição ‘Cidades Invisíveis’

Mostra em Metrô aborda as relações do homem com a cidade

Miriam Gimenes

08/07/2018 | 07:00


 O Museu de Arte Sacra de São Paulo abriu ontem, na Estação Tiradentes do Metrô, a exposição Cidades Invisíveis, do artista plástico brasileiro Luiz Martins e com curadoria de Ian Duarte Lucas. Tendo como foco o presente, a mostra, que é composta por esculturas, fotografias e vídeos, utiliza da linguagem tridimensional para mostrar o espaço e suas novas possibilidades territoriais.

Segundo o curador, tudo está em constante mutação e isso é mostrado nas obras. “O homem se insere neste novelo de passagem: passagem do tempo, que tudo transforma, e cria novos significados na memória de quem habita a cidade. E essa poética se manifesta pelos objetos que o homem cria e utiliza em suas mais diversas atividades”, comenta.

O tema, desenvolvido a partir do livro homônimo de Ítalo Calvino, dá uma outra visão às grandes capitais. “Na mostra, Luiz Martins nos mostra as cidades que não vemos, nos conduz a pensar no que existe por traz da máscara arquitetônica de grandes cidades nas quais vivemos e que, na realidade, não conhecemos. Sentimentos, paixões, alegrias e tristezas, emoções que poucas vezes afloram à vista do público”, diz o diretor executivo do museu, José Carlos Marçal de Barros.

Cidades Invisíveis – Exposição. Sala MAS (Estação Tiradentes do Metrô). Até 14 de agosto, de terça a domingo, das 9 às 17h. Gratuito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;