Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Inglaterra sofre, mas vence Colômbia nas penalidades

Europeus chegam às quartas de final após empate por 1 a 1 no tempo normal e 4 a 3 na disputa de pênaltis


João Victor Romoli
Especial para o Diário

04/07/2018 | 07:00


O último confronto das oitavas de final da Copa do Mundo foi mais emocionante do que muitos imaginavam. Gol nos acréscimos, disputa de pênaltis e desentendimentos entre os jogadores marcaram o confronto entre Inglaterra e Colômbia, nesta terça-feira, na Arena Spartak, que selou a classificação dos ingleses nas penalidades. Nas quartas de final vão enfrentar a Suécia, sábado, às 11h.

Sem James Rodríguez, que sequer ficou no banco de reservas por conta de dores na perna esquerda, os sul-americanos atuaram como se estivessem na Copa Libertadores. A seleção envolveu os ingleses em diversas discussões, que geraram faltas, entradas ríspidas, simulações, catimba e reclamações com o árbitro norte-americano Mark Geiger. Ao todo, foram 36 faltas e sete cartões amarelos distribuídos para os atletas. Foi de um agarrão de Barrios em Kane dentro da área, aliás, que a Inglaterra abriu o placar. O próprio atacante europeu converteu a penalidade, fazendo seu sexto gol no Mundial e se confirmando na artilharia da competição.

A raça e a dedicação dos colombianos, porém, foram até o último minuto. Aos 47 do segundo tempo, Mina, de cabeça, aproveitou para empatar a partida e forçar a prorrogação. A igualdade persistiu e a decisão acabou nos pênaltis.

Falcao, Cuadrado e Muriel, pelos colombianos; Kane, Rashford, Trippier e Dier, pelos ingleses, converteram. Já Henderson, pelos europeus, e Uribe e Bacca, pelos sul-americanos, desperdiçaram suas cobranças, dando a vaga para a campeã do mundo de 1966.

Com a classificação, a Inglaterra quebrou uma sina, já que não chegava às quartas desde 2006. A seleção também nunca tinha vencido uma decisão por pênaltis em Copas. Em 1990, perdeu para a Alemanha na semifinal. Em 1998, caiu para a Argentina nas oitavas. E em 2006, foi derrotada por Portugal nas quartas de final.
Já a Colômbia deixa o Mundial com a sensação de que poderia chegar mais longe, principalmente pela dedicação dos jogadores e a experiência do técnico José Pékerman, que se tornou o técnico argentino com mais partidas de Copas (14, cinco pela seleção argentina e nove pela colombiana). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;