Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região tem 21 opções gratuitas para fazer yoga

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atividade física e mental atrai 550 alunos em três das sete cidades; adeptos destacam benefícios


Juliana Stern
especial para o Diário

01/07/2018 | 07:15


O yoga, cuja prática chegou ao País na década de 1930, é ofertado de forma gratuita por pelo menos três das sete cidades (Santo André, São Bernardo e Mauá), em 21 opções de turmas e programas, desde 1998. O movimento originário da Índia, cujo propósito é trabalhar corpo e mente, conta com pelo menos 550 adeptos por meio das ações dos municípios.

Santo André disponibiliza, desde 1998, por meio do programa Lazer e Qualidade de Vida, aulas em 16 lugares espalhados pela cidade, entre Cesas (Centro Educacional de Santo André) e parques municipais. “Alcançamos 20 anos de programa. Entra gestão, sai gestão é algo que continua”, conta o diretor do departamento de lazer da cidade Orlando Cesar Zanbelli. “E se demoramos para voltar com as aulas no começo do ano recebemos diversas ligações dos alunos nos cobrando. Eles sentem falta”, complementa.

A dona de casa Marilene Ringo Tiago, 57 anos, é uma das alunas que frequenta as aulas no Parque Escola há três anos. “Adoro, é maravilhoso. Me sinto mais disposta, mais calma, mais concentrada, e fiz muita amizade na turma. Se tivesse mais horários eu viria em mais aulas”, diz.

São Bernardo tem três turmas gratuitas para os munícipes, duas vezes por semana, e Mauá disponibiliza dois pontos, com quatro horários para pessoas acima dos 16 anos. Ribeirão Pires, por sua vez, ainda estuda implementar a modalidade na rede municipal.

A prática, presente no Brasil desde a década de 1930, teve um “boom” no início dos anos 2000, atraindo hoje pelo menos 500 mil adeptos em território nacional, segundo a Associação Brasileira de Yoga. Atividade que trabalha não só o corpo, como também a mente e o espírito tem uma história de 5.000 anos. A modalidade surgiu na Índia como um estilo de dança e evoluiu para uma série de exercícios que podem ser usados para fortalecimento e relaxamento.

Para a jornalista, diretora do Yoga Journal Brasil por oito anos, Greice Costa, o principal benefício do yoga é o desenvolvimento de consciência corporal. “O yoga ajuda no físico, mas o mais importante é a consciência corporal. Não somos físico e mente separados, somos um único conjunto, e essa saúde física e consciência corporal que ganhamos na prática está diretamente ligada aos benefícios mentais.”

Os benefícios para a saúde mental podem ser ligados, principalmente, à necessidade de uma respiração controlada e profunda durante a prática do yoga. Adeptos da modalidade comummente reportam melhora na qualidade do sono, diminuição da ansiedade, maior facilidade de concentração e disposição. “Uma respiração mais controlada oxigena mais os órgãos, o que faz o corpo funcionar com mais harmonia. Com esse equilíbrio, a pessoa presta mais atenção em si mesma e o autoconhecimento pode até mesmo aumentar a felicidade”, explica a instrutora de yoga há 12 anos e praticante há 41, Marlene Rocha, 58.

A psicóloga Maria Eugênia Trivellato, 53, praticante do yoga há dez anos, comenta que a atividade é recomendado para quem sofre com doenças psicológicas como ansiedade e depressão. “É um exercício completo. Melhora o sono, o humor, aumenta a disposição. Para pacientes com depressão pode ser uma boa alternativa”, afirma. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Região tem 21 opções gratuitas para fazer yoga

Atividade física e mental atrai 550 alunos em três das sete cidades; adeptos destacam benefícios

Juliana Stern
especial para o Diário

01/07/2018 | 07:15


O yoga, cuja prática chegou ao País na década de 1930, é ofertado de forma gratuita por pelo menos três das sete cidades (Santo André, São Bernardo e Mauá), em 21 opções de turmas e programas, desde 1998. O movimento originário da Índia, cujo propósito é trabalhar corpo e mente, conta com pelo menos 550 adeptos por meio das ações dos municípios.

Santo André disponibiliza, desde 1998, por meio do programa Lazer e Qualidade de Vida, aulas em 16 lugares espalhados pela cidade, entre Cesas (Centro Educacional de Santo André) e parques municipais. “Alcançamos 20 anos de programa. Entra gestão, sai gestão é algo que continua”, conta o diretor do departamento de lazer da cidade Orlando Cesar Zanbelli. “E se demoramos para voltar com as aulas no começo do ano recebemos diversas ligações dos alunos nos cobrando. Eles sentem falta”, complementa.

A dona de casa Marilene Ringo Tiago, 57 anos, é uma das alunas que frequenta as aulas no Parque Escola há três anos. “Adoro, é maravilhoso. Me sinto mais disposta, mais calma, mais concentrada, e fiz muita amizade na turma. Se tivesse mais horários eu viria em mais aulas”, diz.

São Bernardo tem três turmas gratuitas para os munícipes, duas vezes por semana, e Mauá disponibiliza dois pontos, com quatro horários para pessoas acima dos 16 anos. Ribeirão Pires, por sua vez, ainda estuda implementar a modalidade na rede municipal.

A prática, presente no Brasil desde a década de 1930, teve um “boom” no início dos anos 2000, atraindo hoje pelo menos 500 mil adeptos em território nacional, segundo a Associação Brasileira de Yoga. Atividade que trabalha não só o corpo, como também a mente e o espírito tem uma história de 5.000 anos. A modalidade surgiu na Índia como um estilo de dança e evoluiu para uma série de exercícios que podem ser usados para fortalecimento e relaxamento.

Para a jornalista, diretora do Yoga Journal Brasil por oito anos, Greice Costa, o principal benefício do yoga é o desenvolvimento de consciência corporal. “O yoga ajuda no físico, mas o mais importante é a consciência corporal. Não somos físico e mente separados, somos um único conjunto, e essa saúde física e consciência corporal que ganhamos na prática está diretamente ligada aos benefícios mentais.”

Os benefícios para a saúde mental podem ser ligados, principalmente, à necessidade de uma respiração controlada e profunda durante a prática do yoga. Adeptos da modalidade comummente reportam melhora na qualidade do sono, diminuição da ansiedade, maior facilidade de concentração e disposição. “Uma respiração mais controlada oxigena mais os órgãos, o que faz o corpo funcionar com mais harmonia. Com esse equilíbrio, a pessoa presta mais atenção em si mesma e o autoconhecimento pode até mesmo aumentar a felicidade”, explica a instrutora de yoga há 12 anos e praticante há 41, Marlene Rocha, 58.

A psicóloga Maria Eugênia Trivellato, 53, praticante do yoga há dez anos, comenta que a atividade é recomendado para quem sofre com doenças psicológicas como ansiedade e depressão. “É um exercício completo. Melhora o sono, o humor, aumenta a disposição. Para pacientes com depressão pode ser uma boa alternativa”, afirma. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;