Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Uruguai goleia e garante ponta

RFS RU/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Seleção freia empolgação russa, quebra recorde e vence com autoridade por 3 a 0, pelo Grupo A


João Victor Romoli
Especial para o Diário

26/06/2018 | 07:00


A liderança do Grupo A da Copa do Mundo não teve surpresa. Isso porque o Uruguai garantiu com autoridade a posição nesta segunda-feira, ao vencer por 3 a 0 a anfitriã Rússia, na Arena Samara. A Celeste ainda quebrou recorde na partida, já que pela primeira vez na história conseguiu terminar em primeiro na fase de grupos da competição ao vencer os três confrontos.

“Era o que queríamos, começar de menos a mais. Hoje (ontem), tínhamos que mostrar uma boa imagem, jogamos como jogávamos antes. Estou muito feliz de terminar em primeiro e fazer história de novo. É a primeira vez em que o Uruguai vence as três primeiras em um Mundial e termina em primeiro”, comemorou o atacante Luis Suárez, que foi escolhido pela segunda vez neste Mundial como melhor jogador da partida. Ele também acumula diversas marcas com a camisa uruguaia.

O atleta, além de já ser o maior artilheiro da história da seleção, chegou a sete gols em Copas e está a um tento de igualar Oscar Míguez, integrante da equipe do Maracanazoo em 1950, e se tornar o principal goleador do Uruguai em Mundiais.
Foi Suárez, aliás, quem abriu o caminho da vitória da seleção ontem. Logo aos dez minutos, o atacante cobrou falta rasteira da entrada da área, no canto do goleiro Akinfeev, e abriu o placar.
Depois disso, o amplo domínio da Celeste ficou evidente, principalmente com as mudanças no meio promovidas pelo técnico Óscar Tabárez.
Torreira e Laxalt, que virava lateral-esquerdo quando o time defendia, tiveram destaques. O último foi quem chutou de fora da área a bola que desviou em Cheryshev e foi para o fundo do gol. O tento, porém, foi marcado contra do jogador russo. Laxalt ainda sofreu falta em lance que causou a expulsão do lateral-direito Smolnikov, pela anfitriã.
Na segunda etapa, a Rússia até levou perigo em chutes de Dzyuba, mas, com jogador a menos, foi castigada pela eficiência uruguaia. Cavani, aos 45, aproveitou rebote do goleiro adversário para desencantar no Mundial e sacramentar a classificação da seleção, que vai encarar Portugal nas oitavas de final, sábado, em Sochi, às 15h. Nessa partida, aliás, é que o Uruguai quer provar que pode entrar de vez na briga pelo título da Copa do Mundo.
Do outro lado, a Rússia sofreu choque de realidade e viu o que pode esperar do confronto contra a Espanha, pela próxima fase, domingo, às 11h, em Moscou. A equipe contará com os retornos dos meias Golovin, que estava suspenso pelo segundo cartão amarelo, e Zirkhov, que reclamou de dores musculares.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;