Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

CPTM reduz a zero receita para modernizar trens da região

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Apesar dos problemas, companhia não prevê reforma das composições da Linha 10-Turquesa


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

19/06/2018 | 07:00


 A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) reduziu a zero, neste ano, os repasses reservados em seu orçamento para modernização de trens que circulam no Grande ABC pela Linha 10-Turquesa – liga Rio Grande da Serra ao Brás, na Capital. A informação foi obtida pelo Diário via Lei de Acesso à Informação.

A diminuição do montante quebra sequência de três anos consecutivos em que o ramal recebeu investimentos do Estado. No período, a CPTM repassou cerca de R$ 25,2 milhões para a manutenção de composições que atendem nove estações no Grande ABC.

Com média diária de 370 mil passageiros, sendo 181,4 mil usuários somente na região, a Linha 10-Turquesa tem uma das frotas mais antigas do Estado. São ao menos 25 trens com ano de fabricação entre 1974 e 1977, da série 2.100, circulando pelo ramal, segundo último balanço divulgado pela companhia. Originalmente projetadas e utilizadas na Espanha como trens regionais de média distância, as composições entraram em circulação no Brasil em 1998, após modernização.

A CPTM até chegou a realizar, no início do ano, a renovação parcial dos trens que operam no Grande ABC. Oito composições da série 7.500, fabricadas em 2011 e que até então operavam Linha 9-Esmeralda, foram remanejadas para a Linha 10-Turquesa.

A medida, no entanto, não surgiu efeito esperado. “Os trens ainda são muito lentos e inferiores aos de outras linhas de São Paulo”, relata a manicure Jéssica França, 25 anos.

Com sinais de ferrugem na parte externa, algumas composições chegam, inclusive, a ter problemas com a entrada de água em dias de chuva. “Quando para na estação é impossível ficar na porta, pois fica tudo molhado dentro do trem, mesmo com a cobertura da parada”, relata o segurança João Aparecido Nunes, 58.

Questionada sobre a diminuição do repasse, a CPTM declarou, por meio de nota, que toda a frota da Linha 10-Turquesa será renovada. “Essas unidades já estão sendo substituídas”, destacou. A companhia, porém, não forneceu detalhes de quais modelos serão destinados à região, tampouco quando isso irá ocorrer. Vale lembrar que a CPTM adquiriu, em 2013, total de 65 composições, ao custo de R$ 1,8 bilhão. Deste lote, 42 trens já foram entregues, mas, nenhum atua na região.

Desde o início do ano, este é o segundo corte no sistema de transporte ferroviário. Em janeiro, o Diário mostrou que o Palácio dos Bandeirantes reduziu de R$ 20,8 milhões para R$ 1 milhão o montante reservado no Orçamento de 2018 para bancar custos judiciais com os processos de desapropriações – primeira etapa do projeto – da área por onde passará a Linha 18-Bronze do Metrô, que ligará o Grande ABC à Capital.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;