Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil frustra animação da torcida em estreia morna na Copa

Themba Hadebe/AP  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em empate por 1 a 1 contra defensiva Suíça, jogadores reclamam de lances polêmicos


Luís Felipe Soares

18/06/2018 | 07:00


 A estreia do Brasil na Copa do Mundo não foi como o elenco e a torcida esperavam. O ataque não teve brilho, Neymar estava sem inspiração e houve erros na marcação. Tudo resultou em empate por 1 a 1 diante da defensiva Suíça, em Rostov, que deixa a Seleção em segundo lugar do Grupo E, liderado pela Sérvia.

Bem postado em campo, o time brasileiro não demorou a tomar conta da partida. A primeira boa chance veio aos 10 minutos, quando Paulinho aproveitou rebote de cruzamento rasteiro e a bola tirou ‘tinta’ da trave do goleiro Sommer. As inversões de jogo abriam espaços na defesa adversária.

Parte do peso da estreia foi tirada das costas do time graças ao talento de Philippe Coutinho. O camisa 11 provou que sua especialidade são os arremates de meia distância e, aos 20 minutos, um chute indefensável voou do canto esquerdo para bater na trave do outro lado antes de morrer nas redes: 1 a 0. A abertura do placar coroou a pressão brasileira nos minutos iniciais contra uma Suíça acuada e sem qualquer resposta ofensiva.

O segundo tempo não começou bem para a Seleção. Aos 4 minutos, os suíços cobraram escanteio que acabou em Zuber livre entre seis defensores para empatar em 1 a 1 o jogo.

A defesa reclamou que o europeu teria empurrado Miranda antes de cabecear, mas o árbitro mexicano Cesar Ramos não ouviu os pedidos nem quis saber de pedir ajuda ao sistema de vídeo. O auxílio externo do VAR foi motivo de discussão outra vez aos 27 minutos, quando Gabriel Jesus foi agarrado na pequena área e o pênalti não foi marcado.

Tite tentou dar maior mobilidade no meio-campo ao realizar duas alterações no setor. O desespero agitou os jogadores conforme o tempo passava, com todos lamentando o placar indigesto, principalmente pelas três chances que tiveram nos acréscimos.

Miranda acredita que falta poderia vir se caísse no chão
A polêmica por conta da não utilização do VAR no empate entre Brasil e Suíça rendeu discussão na saída do campo. Segundo Miranda, protagonista de um dos lances, foi tomada a decisão que os juízes acharam melhor e que uma possível reação mais dramática de sua parte talvez influenciasse.

“Se eu tivesse me jogado no chão, o juiz poderia ter assinalado o empurrão. Tem o árbitro de vídeo e eles viram que não foi para tanto”, disse o zagueiro sobre a falta sofrida no gol europeu. “(O resultado) Não nos abala. Sabemos que outras seleções já começaram o Mundial perdendo e nosso pensamento é reagir.”

O próximo compromisso do Brasil ocorre na sexta-feira, às 9h, contra a Costa Rica.

Tite diz que time não pode se desequilibrar com arbitragem
Apesar das reclamações sobre a arbitragem na estreia da equipe no Mundial, a Seleção Brasileira deve ter maturidade para pensar somente no jogo. Essa é a ideia do técnico Tite após os acontecimentos de ontem. O comandante do time apontou que a polêmica não justifica o placar final.

“Gostaria de estar respondendo outra pergunta, que seja sobre performance. Mas não vou fugir. Absolutamente não, não tem que pressionar a arbitragem. Tem todo um processo, uma sistemática, tem pessoas que avaliam. Não posso trazer uma equipe desequilibrada, que fica pensando na arbitragem”, afirmou, comentando que a ansiedade típica de uma primeira partida no torneio realmente afetou seu elenco.

Tite disse ainda que a declaração de Miranda sobre possível necessidade de jogar-se no chão durante o lance já foi repreendida. “Absolutamente não, porque vai caracterizar simulação. Tem que matar no peito e não quero que simule. Vai a responsabilidade.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;