Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Seleção masculina perde para o Canadá por 3 sets a 0 na Liga das Nações

CBV/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


15/06/2018 | 11:41


A seleção brasileira masculina de vôlei não começou bem a quarta semana da Liga das Nações. Nesta sexta-feira, em Varna, na Bulgária, a equipe comandada por Renan Dal Zotto foi irreconhecível e perdeu por 3 sets a 0 para o Canadá, com parciais de 25/22, 34/32 e 25/23.

Desde a decisão da Liga Mundial de 2016 contra a Sérvia, em Cracóvia, que o time brasileiro não perdia um jogo de zero. Com o resultado, a equipe segue com 23 pontos na classificação, com oito vitórias e duas derrotas, na segunda colocação.

No entanto, pode perder o posto para a França, que tem 22 pontos e encara a Bulgária ainda nesta sexta-feira, às 12h30. O Canadá subiu para a sétima colocação, com 18 pontos, com seis vitórias e quatro derrotas.

O Brasil teve lampejos de bons momentos na partida. A equipe até conseguiu ficar em vantagem no marcador durante os sets, mas o Canadá foi mais consistente e mais concentrado nos instantes finais e por isso venceu. Gavin Schmitt e Nicholas Hoag foram os principais destaques do jogo, com 16 e 15 pontos anotados, respectivamente.

Wallace, com 19 pontos, e Lucão, com 12, foram os destaques do Brasil. Agora, o time de Renan terá pela frente a França, atual campeã da Liga Mundial (venceu o Brasil na final), no sábado, às 9h30 (de Brasília). No domingo, a seleção nacional fecha a participação na Bulgária contra as donas da casa, às 12h30.

No duelo desta sexta-feira, a equipe brasileira sentiu a falta do central Maurício Souza, que sofreu uma lesão muscular abdominal no início da semana e foi cortado da fase classificatória da Liga das Nações. Renan não chamou nenhum substituto para seu lugar.

Contra o Canadá, o time começou em quadra com Bruno, Isac, Wallace, Douglas Souza, Lucão, Maurício Borges. Talles foi o líbero. A partida começou equilibrada com as equipes se revezando na frente do marcador. Os canadenses conseguiram abrir 22 a 19 no fim e mantiveram essa vantagem para fechar a primeira parcial em 25/22.

O segundo set deu a impressão que o Brasil acordaria na partida. Após um bloqueio de Douglas Souza, o time abriu 8 a 3 de vantagem. Os canadenses não desistiram do set e conseguiram igualar o marcador em 18 a 18. A parcial seguiu equilibrada até o final. O Brasil chegou a ter um set point e desperdiçou. O adversário fechou em 34 a 32.

No terceiro, a seleção brasileira também ficou à frente do placar e abriu 11 a 7 no início. Mas a equipe seguiu abusando de erros no saque e viu o Canadá empatar em 14 a 14. Com Schmitt e Hoag em um dia inspirados, eles comandaram a vitória por 3 a 0 com os canadenses fechando em 25 a 22.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seleção masculina perde para o Canadá por 3 sets a 0 na Liga das Nações


15/06/2018 | 11:41


A seleção brasileira masculina de vôlei não começou bem a quarta semana da Liga das Nações. Nesta sexta-feira, em Varna, na Bulgária, a equipe comandada por Renan Dal Zotto foi irreconhecível e perdeu por 3 sets a 0 para o Canadá, com parciais de 25/22, 34/32 e 25/23.

Desde a decisão da Liga Mundial de 2016 contra a Sérvia, em Cracóvia, que o time brasileiro não perdia um jogo de zero. Com o resultado, a equipe segue com 23 pontos na classificação, com oito vitórias e duas derrotas, na segunda colocação.

No entanto, pode perder o posto para a França, que tem 22 pontos e encara a Bulgária ainda nesta sexta-feira, às 12h30. O Canadá subiu para a sétima colocação, com 18 pontos, com seis vitórias e quatro derrotas.

O Brasil teve lampejos de bons momentos na partida. A equipe até conseguiu ficar em vantagem no marcador durante os sets, mas o Canadá foi mais consistente e mais concentrado nos instantes finais e por isso venceu. Gavin Schmitt e Nicholas Hoag foram os principais destaques do jogo, com 16 e 15 pontos anotados, respectivamente.

Wallace, com 19 pontos, e Lucão, com 12, foram os destaques do Brasil. Agora, o time de Renan terá pela frente a França, atual campeã da Liga Mundial (venceu o Brasil na final), no sábado, às 9h30 (de Brasília). No domingo, a seleção nacional fecha a participação na Bulgária contra as donas da casa, às 12h30.

No duelo desta sexta-feira, a equipe brasileira sentiu a falta do central Maurício Souza, que sofreu uma lesão muscular abdominal no início da semana e foi cortado da fase classificatória da Liga das Nações. Renan não chamou nenhum substituto para seu lugar.

Contra o Canadá, o time começou em quadra com Bruno, Isac, Wallace, Douglas Souza, Lucão, Maurício Borges. Talles foi o líbero. A partida começou equilibrada com as equipes se revezando na frente do marcador. Os canadenses conseguiram abrir 22 a 19 no fim e mantiveram essa vantagem para fechar a primeira parcial em 25/22.

O segundo set deu a impressão que o Brasil acordaria na partida. Após um bloqueio de Douglas Souza, o time abriu 8 a 3 de vantagem. Os canadenses não desistiram do set e conseguiram igualar o marcador em 18 a 18. A parcial seguiu equilibrada até o final. O Brasil chegou a ter um set point e desperdiçou. O adversário fechou em 34 a 32.

No terceiro, a seleção brasileira também ficou à frente do placar e abriu 11 a 7 no início. Mas a equipe seguiu abusando de erros no saque e viu o Canadá empatar em 14 a 14. Com Schmitt e Hoag em um dia inspirados, eles comandaram a vitória por 3 a 0 com os canadenses fechando em 25 a 22.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;