Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dolly segue com bens bloqueados e em greve

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fabricante de bebidas pagou mais R$ 300 e cesta básica a seus cerca de 700 funcionários


Flavia Kurotori
Especial para o Diário

15/06/2018 | 07:23


Os cerca de 700 funcionários que trabalham na fábrica da Dolly, em Diadema, e no centro de distribuição, em São Bernardo, continuam de braços cruzados. Sem pagamento desde o dia 18 de maio, os trabalhadores receberam mais R$ 300 e cesta básica ontem. Na segunda-feira, eles já haviam recebido R$ 300, provenientes, segundo o Sintetra (Sindicato dos Rodoviários do ABC), da entrega de produtos que estavam em estoque. A companhia também teria acertado valores pendentes do convênio médico.

Por sua vez, a empresa afirma que está sem recursos para acertar as contas com os operários, dado que os bens estão bloqueados pela Justiça desde o dia 10 de maio, quando o proprietário Laerte Codonho foi preso. O empresário é investigado por fraudes praticadas ao longo de 20 anos, que podem ter gerado prejuízo de R$ 4 bilhões ao Estado e à União, devido à sonegação de impostos.

Segundo Ademir José da Silva, coordenador do Sintetra, a Dolly solicitou liberação dos bens e aguarda definição do Supremo Tribunal Federal. A instrução é que os operários sigam de braços cruzados até previsão de pagamento integral dos salários. A paralisação chega hoje ao 24º dia.

Cerca de 150 trabalhadores se manifestaram, há uma semana, em frente ao Juizado Especial Federal de São Bernardo para chamar a atenção da juíza Lesley Gasparini, na esperança de reverter o bloqueio dos bens da firma, o que não aconteceu.

No entanto, Silva destaca que, mesmo que os funcionários da produção desejassem, não haveria insumos para voltar ao trabalho. “O que eles estão distribuindo são os refrigerantes que já estavam prontos para empresas que tinham contrato assinado.”

Nova assembleia será realizada na terça-feira, às 15h, no centro de distribuição de São Bernardo. O objetivo é informar os trabalhadores sobre possíveis novidades e, assim, definir os rumos da greve. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;