Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

União Europeia: Merkel faz aceno a novo governo da Itália

Kremlin/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/06/2018 | 08:41


A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que pretende abordar o novo governo populista da Itália com uma mente aberta e tentará trabalhar com ele, "em vez de especular sobre suas intenções".

Um parceiro fundamental na nova coalizão italiana, a Liga, de direita, tem criticado fortemente a União Europeia. O líder da Liga, Matteo Salvini, novo ministro do Interior da Itália, disse que os italianos "não são escravos" das potências da UE, Alemanha e França.

Questionada sobre os comentários, Merkel disse ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine, em uma ampla entrevista no domingo, que "é melhor se concentrar em falar sobre os problemas" com a Itália, a quarta maior economia da Europa.

Ela diz que a Alemanha tem interesse em salvaguardar a capacidade da Europa de agir e fazer ouvir a sua voz, num momento em que a ordem global está mudando, incluindo o papel dos Estados Unidos. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

União Europeia: Merkel faz aceno a novo governo da Itália


03/06/2018 | 08:41


A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que pretende abordar o novo governo populista da Itália com uma mente aberta e tentará trabalhar com ele, "em vez de especular sobre suas intenções".

Um parceiro fundamental na nova coalizão italiana, a Liga, de direita, tem criticado fortemente a União Europeia. O líder da Liga, Matteo Salvini, novo ministro do Interior da Itália, disse que os italianos "não são escravos" das potências da UE, Alemanha e França.

Questionada sobre os comentários, Merkel disse ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine, em uma ampla entrevista no domingo, que "é melhor se concentrar em falar sobre os problemas" com a Itália, a quarta maior economia da Europa.

Ela diz que a Alemanha tem interesse em salvaguardar a capacidade da Europa de agir e fazer ouvir a sua voz, num momento em que a ordem global está mudando, incluindo o papel dos Estados Unidos. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;