Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

O outro lado do amor

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Carolina Ferraz e Otávio Martins trazem à região ‘Que Tal Nós Dois?’ sobre amantes


Marcela Munhoz

03/06/2018 | 07:59


Vânia e Roberto se conhecem na convenção da ‘firma’ e passam a se encontrar ano após ano, fortalecendo cada vez mais a relação. Nesse meio-tempo, muita coisa acontece na vida dos dois. O público que, de alguma maneira, se torna cúmplice da história, não consegue segurar as risadas e passa até dar aquela torcidinha pela felicidade do casal que, obviamente, acaba se apaixonando. Que Tal Nós Dois?, em cartaz desde março em São Paulo, excursiona por algumas cidades do Grande ABC. A primeira apresentação está prevista para o dia 17, em Santo André, e a de São Caetano, que estava marcada para hoje, foi adiada para o dia 24 por conta dos reflexos da greve dos caminhoneiros. Ambas serão às 19h.

Nos papéis de protagonistas estão Carolina Ferraz – capa da edição de aniversário de dez anos da Dia-a-Dia Revista, publicação do Diário – e Otávio Martins, que vive o vilão de Aventuras de Poliana, nova novela do SBT. “A peça é comédia sobre casal ‘torto’, que mostra o lado dos ‘vilões’, dos amantes. Brinco que é história de amor com pequeno empecilho: uma família de cada lado”, define o ator. “Mas não acredito que, apesar de ser com amantes, o texto seja sobre traição”, afirma a atriz. A inspiração para a montagem veio da peça Tudo Bem No Ano Que Vem, dos anos 1960, com Tarcísio Meira e Glória Menezes no elenco.

Em Que Tal Nós Dois? – que, além de Martins, também tem assinatura de Juliana Araripe – o casal vive situações que vão desde as mais constrangedoras, como não lembrar como foi parar no quarto de alguém, até as mais sérias, como reflexão sobre falta de igualdade salarial entre homens e mulheres. “Acho que, na verdade, o Otávio utilizou essa questão para fazer uma crítica, porque com o humor é possível falar do assunto sem necessariamente estar estabelecendo julgamentos”, analisa Carolina. “A mulher ganhar mais do que o cara afeta a relação dos mais machistas e a questão é levantada”, arremata Martins.

No palco também dá para notar a cumplicidade e intimidade dos atores, o que deixa o espetáculo ainda mais leve e despretensioso. Eles se conhecem há algum tempo, já trabalharam juntos e estão gerenciando companhia de teatro. “É a primeira ‘comédiona’ que a gente faz. Nos divertimos muito no palco. O público vê isso, porque a gente se sacaneia o tempo todo”, conta o ator. Anos após se dedicar, principalmente à televisão, Carolina, que acaba de lançar o segundo livro de receitas, diz que estava com saudades do teatro. “É bom voltar também para a comédia, algo para fazer as pessoas darem risada e esquecerem as mazelas da vida. É um texto inteligente sem ser arrogante, tem classe sem ser antipático. Ao contrário.”

Sobre as apresentações na região, a dupla está empolgada. “Passei pelo Grande ABC com as peças Divórcio e Caros Ouvintes. É um público incrível, que tem carinho pelo teatro. É impressionante como gosta e como aprecia. Não é pego de surpresa, está acostumado com a arte e sabe escolher. Aliás, um dos espetáculos mais bonitos que já vi, do Kazuo Ohno, foi em Santo André”, lembra Martins.

Carolina também está na expectativa. Além de desejar casas cheias, gostaria que as pessoas participassem do bate-papo após a apresentação. “Queremos que todos saiam felizes”, finaliza.

Que Tal Nós Dois? – Teatro. No Municipal de Santo André – Praça 4° Centenário, no dia 17. No Paulo Machado de Carvalho – Alameda Conde de Porto Alegre, 840, em São Caetano, no dia 26. Sempre às 19h. Os ingressos custam de R$ 35 a R$ 80 (vendas no www.megabilheteria.com). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O outro lado do amor

Carolina Ferraz e Otávio Martins trazem à região ‘Que Tal Nós Dois?’ sobre amantes

Marcela Munhoz

03/06/2018 | 07:59


Vânia e Roberto se conhecem na convenção da ‘firma’ e passam a se encontrar ano após ano, fortalecendo cada vez mais a relação. Nesse meio-tempo, muita coisa acontece na vida dos dois. O público que, de alguma maneira, se torna cúmplice da história, não consegue segurar as risadas e passa até dar aquela torcidinha pela felicidade do casal que, obviamente, acaba se apaixonando. Que Tal Nós Dois?, em cartaz desde março em São Paulo, excursiona por algumas cidades do Grande ABC. A primeira apresentação está prevista para o dia 17, em Santo André, e a de São Caetano, que estava marcada para hoje, foi adiada para o dia 24 por conta dos reflexos da greve dos caminhoneiros. Ambas serão às 19h.

Nos papéis de protagonistas estão Carolina Ferraz – capa da edição de aniversário de dez anos da Dia-a-Dia Revista, publicação do Diário – e Otávio Martins, que vive o vilão de Aventuras de Poliana, nova novela do SBT. “A peça é comédia sobre casal ‘torto’, que mostra o lado dos ‘vilões’, dos amantes. Brinco que é história de amor com pequeno empecilho: uma família de cada lado”, define o ator. “Mas não acredito que, apesar de ser com amantes, o texto seja sobre traição”, afirma a atriz. A inspiração para a montagem veio da peça Tudo Bem No Ano Que Vem, dos anos 1960, com Tarcísio Meira e Glória Menezes no elenco.

Em Que Tal Nós Dois? – que, além de Martins, também tem assinatura de Juliana Araripe – o casal vive situações que vão desde as mais constrangedoras, como não lembrar como foi parar no quarto de alguém, até as mais sérias, como reflexão sobre falta de igualdade salarial entre homens e mulheres. “Acho que, na verdade, o Otávio utilizou essa questão para fazer uma crítica, porque com o humor é possível falar do assunto sem necessariamente estar estabelecendo julgamentos”, analisa Carolina. “A mulher ganhar mais do que o cara afeta a relação dos mais machistas e a questão é levantada”, arremata Martins.

No palco também dá para notar a cumplicidade e intimidade dos atores, o que deixa o espetáculo ainda mais leve e despretensioso. Eles se conhecem há algum tempo, já trabalharam juntos e estão gerenciando companhia de teatro. “É a primeira ‘comédiona’ que a gente faz. Nos divertimos muito no palco. O público vê isso, porque a gente se sacaneia o tempo todo”, conta o ator. Anos após se dedicar, principalmente à televisão, Carolina, que acaba de lançar o segundo livro de receitas, diz que estava com saudades do teatro. “É bom voltar também para a comédia, algo para fazer as pessoas darem risada e esquecerem as mazelas da vida. É um texto inteligente sem ser arrogante, tem classe sem ser antipático. Ao contrário.”

Sobre as apresentações na região, a dupla está empolgada. “Passei pelo Grande ABC com as peças Divórcio e Caros Ouvintes. É um público incrível, que tem carinho pelo teatro. É impressionante como gosta e como aprecia. Não é pego de surpresa, está acostumado com a arte e sabe escolher. Aliás, um dos espetáculos mais bonitos que já vi, do Kazuo Ohno, foi em Santo André”, lembra Martins.

Carolina também está na expectativa. Além de desejar casas cheias, gostaria que as pessoas participassem do bate-papo após a apresentação. “Queremos que todos saiam felizes”, finaliza.

Que Tal Nós Dois? – Teatro. No Municipal de Santo André – Praça 4° Centenário, no dia 17. No Paulo Machado de Carvalho – Alameda Conde de Porto Alegre, 840, em São Caetano, no dia 26. Sempre às 19h. Os ingressos custam de R$ 35 a R$ 80 (vendas no www.megabilheteria.com). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;