Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo tem dia de protestos

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

30/05/2018 | 07:00


Confrontos com a PM (Polícia Militar) marcaram São Bernardo ontem. O dia de protestos terminou com um policial ferido no Jardim das Orquídeas, região do Alvarenga, devido à manifestação de cerca de 300 pessoas com direito a depredação de supermercado da rede Orlando Morando, da família do prefeito do PSDB.

Na parte da tarde, durante a desocupação dos caminhoneiros, na Via Anchieta, moradores do entorno chegaram a fechar a alça de acesso e tentar interceptar a via com a queima de objetos. Os veículos de transporte de carga ocupavam a faixa de acostamento entre os km 23 e o km 25, desde a última quarta-feira por conta de protesto nacional da categoria. O bloqueio foi dispersado às 18h30.

De acordo com o tenente Moacir Mathias do Nascimento, chefe do setor de comunicação social do 1º BPRV (Batalhão de Polícia Rodoviária), o confronto aconteceu durante as negociações para a saída dos motoristas. “Os caminhoneiros também fizeram contato com a gente e a grande maioria não estava lá de livre e espontânea vontade. No meio desta negociação de liberação, também alguns moradores e baderneiros começaram a colocar fogo e tentar adentrar a rodovia. Foi necessária a ação de controle de distúrbios civis.”

Moradores do Jardim Silvina chegaram a atirar pedras e a queimar colchões e pneus na alça de acesso ao Viaduto Augusto Batistini Demarchi. A PM atirou bombas de gás lacrimogêneo. Durante a ação, as vias do entorno permaneceram interditadas por pelo menos duas horas.

JD.DAS ORQUÍDEAS

Mais tarde, na região do Alvarenga, manifestação com cerca de 300 pessoas deixou lixos pelas ruas e um policial ferido, baleado na perna direita. De acordo com o capitão da Força Tática Luiz Roberto de Moraes, a PM foi acionada para controlar o tumulto. “Pessoas interditavam a via e hostilizavam equipes da PM e GCM (Guarda Civil Municipal). Em determinado momento, grupo de aparentemente adolescentes obrigou o motorista de um ônibus intermunicipal a atravessar a via”, disse. Segundo o capitão, alguém do grupo disparou e atingiu o PM. Ele foi socorrido ao HC (Hospital de Clínicas) e estava fora de perigo até o fechamento desta edição.

Os manifestantes chegaram a atirar pedras contra o Supermercado Morando na Estrada Ponei Club, que foi fechado. Houve danos na parte exterior do espaço. A ocorrência foi registrada no 3º DP (Assunção).  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;