Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Apas pede ao Estado liberação imediata para cargas de alimentos

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário OnLine

29/05/2018 | 11:49


Atualizada às 18h23

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) enviou um ofício ao governo do Estado solicitando a liberação imediata de cargas de alimentos, cargas vivas e produtos refrigerados nas estradas que ainda estão bloqueadas devido à greve dos caminhoneiros que entra nesta terça-feira (29) no nono dia.
Também foi pedido ao governador para que intermedie junto aos Procon para que os mercados não sejam autuados que, por conta da escassez de produtos, possam estar comprando itens com preços maiores e revendendo também acima do preço normal.

Nas unidades da Coop, o fornecimento permanece limitado para clientes a cinco produtos por categoria ou cinco quilos para os que são pesados. Mercadorias de alto giro, como hortifrútis, laticínios e carnes, sofrerão reajuste de preço acima da inflação, informou a cooperativa, em nota.

Na unidade do Nagumo da Vila Alzira, em Santo André, ontem já não havia mais cenoura e mandioquinha. O estoque de pães industrializados havia acabado. Os preços dos hortifrutis e legumes também tiveram alta. O quilo da batata, que há uma semana custava R$ 2,49, chegou a R$ 8,49 no fim de semana e, ontem, estava a R$ 6,98. A cebola, que chegou a R$ 7,98, recuou a R$ 6,98. Inicialmente, o item saía por R$ 4,98.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Apas pede ao Estado liberação imediata para cargas de alimentos

Do Diário OnLine

29/05/2018 | 11:49


Atualizada às 18h23

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) enviou um ofício ao governo do Estado solicitando a liberação imediata de cargas de alimentos, cargas vivas e produtos refrigerados nas estradas que ainda estão bloqueadas devido à greve dos caminhoneiros que entra nesta terça-feira (29) no nono dia.
Também foi pedido ao governador para que intermedie junto aos Procon para que os mercados não sejam autuados que, por conta da escassez de produtos, possam estar comprando itens com preços maiores e revendendo também acima do preço normal.

Nas unidades da Coop, o fornecimento permanece limitado para clientes a cinco produtos por categoria ou cinco quilos para os que são pesados. Mercadorias de alto giro, como hortifrútis, laticínios e carnes, sofrerão reajuste de preço acima da inflação, informou a cooperativa, em nota.

Na unidade do Nagumo da Vila Alzira, em Santo André, ontem já não havia mais cenoura e mandioquinha. O estoque de pães industrializados havia acabado. Os preços dos hortifrutis e legumes também tiveram alta. O quilo da batata, que há uma semana custava R$ 2,49, chegou a R$ 8,49 no fim de semana e, ontem, estava a R$ 6,98. A cebola, que chegou a R$ 7,98, recuou a R$ 6,98. Inicialmente, o item saía por R$ 4,98.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;