Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Rompendo correntes, liberdade vai chegar


Ademir Medici

17/05/2018 | 07:00


 “Cabe aos brancos um esforço supremo na sua determinação de abandonar o seu senso de superioridade, que é geralmente inerente e às vezes inconsciente, corrigir sua tendência de mostrar uma atitude condescendente para com os membros de outra raça e dominar a sua impaciência por causa de qualquer falta de receptividade por parte de um povo ao qual, durante longo tempo, foram infligidas feridas severas e tão difíceis de serem sanadas. Que os negros, com um esforço incomensurável de sua parte, mostrem o seu caloroso desejo de corresponder, a sua disposição para esquecer o passado e apagar todo traço de suspeita que talvez persista ainda em seus corações e mentes.”

Mohiman Shafa, acadêmico de São Caetano, Uma Questão Vital, citando Shoghi Effendi, O Advento da Justiça Divina, 1938.

Também o título de hoje traz outra frase do cântico da Campanha da Fraternidade de 1988.

Terça-feira, 17 de maio de 1988. Na quarta matéria da série sobre o centenário da Lei Áurea, Memória recordava os negros do Matadouro Martinelli, depois absorvido pela Swift.

O antigo Matadouro Martinelli recrutou operários no Rio de Janeiro e reforçou seu quadro de funcionários com gente que fez história. 

Era a Santo André da década de 1930. Aqueles moços vieram. Fincaram raízes. E trouxeram o amor pelo samba, aqui formando o cordão do Bangu – em referência ao bairro Bangu do Rio de Janeiro.

Os cariocas sambistas fizeram mais: deram à Vila São Pedro, onde estava o matadouro, um apelido que pegou: Bangu. O bairro Bangu andreense. Que não existe oficialmente, mas que está integrado à cidade sem que muitos saibam da sua origem.

Também marcou a integração que os moços do Bangu fizeram entre os dois distritos centrais de Santo André. O cordão do Bangu desfilava na cidade, vinha de Utinga, atravessava a estrada de ferro, subia a Oliveira Lima e fazia apoteose na frente do Cine-Teatro Carlos Gomes.

Já em São Bernardo, foi imbatível o quadro dos negros no futebol, de craques cujos nomes fazem parte da história do Palestra local: Carabina, Gibi, Fubá, Lilico, Nandinho, Teleco, Tesoura, Waldemar Fogosa e outros mais.

Diário há 30 anos

Terça-feira, 17 de maio de 1988 – ano 31, edição 6754

Manchete – Governo baixa pacote contra recessão. Mas vários governadores ficaram descontentes e consideraram que as medidas eram tímidas.

Grande ABC – Queda do ICM é ainda maior e chega aos 60%. Reportagem: Denise Caboclo.

Em 17 de abril de...

1908 – Sindicatos dos Tecelões e dos Marceneiros de São Bernardo participam do 2º Congresso Operário Estadual de São Paulo. 

1918 – Santo André mantinha uma escola noturna frequentada pelos operários das fábricas locais. Ocorre que o professor, residente em São Paulo, vinha faltando muito. E quando comparecia, dava apenas 40 minutos de aula. Um operário escrevia ao Estadão, pedindo providências do governo.

A guerra. Do noticiário do Estadão: destruição de submarinos russos no Porto de Hango, na Finlândia, pelos próprios comandantes.

Santos do Dia

Pascoal Bailão

Basila

Restituta

Hoje

Dia Mundial das Telecomunicações

Dia Mundial da Internet, criado em 2015

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 17 de maio:

Em Santa Catarina, Biguaçu e Dona Emma

Em Minas Gerais, Carvalhópolis

No Rio Grande do Sul, Flores da Cunha e Santa Maria

No Mato Grosso, Nossa Senhora do Livramento

No Paraná, Virmond

Fonte: IBGE



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rompendo correntes, liberdade vai chegar

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;