Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Piscinão do Paço tem 72% do trabalho pronto, em S.Bernardo

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Galerias sob a Jurubatuba e a Alameda Glória foram interligadas; obra será entregue em 2019


Juliana Stern
Especial para o Diário

12/05/2018 | 07:00


A interligação das galerias pluviais construídas sob a Rua Jurubatuba e a Alameda Glória, em São Bernardo, iniciada ontem, simboliza entrega de mais uma etapa da construção do piscinão do Paço, cujas obras chegam a 72% de sua conclusão. O fim das intervenções, iniciadas e paralisadas pelo governo anterior, de Luiz Marinho (PT), está previsto para acontecer até novembro de 2019.

Os túneis têm 6,2 metros de diâmetro e quase um quilômetro de extensão. “Levando em consideração que nas grandes enchentes a (Rua) Jurubatuda e a (Avenida) Faria Lima pegam um metro de água, podemos ter certeza de que, com a conclusão desta obra e o programa de micro e macrodrenagem, vamos eliminar as enchentes no Centro de São Bernardo”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB), durante vistoria realizada em um dos túneis, sob a Rua Jurubatuba, na tarde de ontem. As galerias têm capacidade para armazenar até 220 milhões de litros de água.

A próxima etapa de obras será a cobertura da esplanada do Paço por uma laje espessa. “O passo seguinte é devolver a beleza ao Paço Municipal e à cidade, já que o estacionamento já entregamos”, lembrou o prefeito em relação à conclusão das 264 vagas localizadas em frente à Prefeitura. O espaço também passou a contar com sistema de microdrenagem, nova iluminação, cabines de segurança, além de nova demarcação de solo e recuperação dos canteiros. As obras foram executadas com recursos próprios.

Os trabalhos do Centro Seco, retomados no início do ano, foram iniciados em dezembro de 2013. Orçadas inicialmente em R$ 294 milhões, as intervenções terão um custo total de R$ 353 milhões, entre recursos municipais e do governo federal, via PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O projeto foi retomado após hiato entre abandono das intervenções e período de auditoria contratual, realizada pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), a pedido da Prefeitura em maio do ano passado no valor de R$ 3,7 milhões. “Contratamos o IPT para que pudéssemos ter um acompanhamento, bem como sua transparência ao contrato firmado. Assim, conseguimos ter previsão da conclusão de todo o piscinão para novembro”, diz Morando.

Para o prefeito, de todas as obras que estavam paralisadas na cidade, o Piscinão do Paço representa a retomada mais importante. “Este projeto decepcionou a população, por tantos problemas e pelo desrespeito que trouxe aos moradores. Agora, vamos acabar por definitivo com as enchentes na cidade”, comenta.

EMPREGOS

A retomada das obras em São Bernardo gerou empregos no setor da construção civil, de formas direta e indireta, segundo o prefeito. São 6.000 postos de trabalho ocupados, sendo 270 trabalhadores só para as galerias pluviais da Jurubatuba. “É um volume jamais visto de trabalhadores na construção civil da cidade”, afirma Morando. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Piscinão do Paço tem 72% do trabalho pronto, em S.Bernardo

Galerias sob a Jurubatuba e a Alameda Glória foram interligadas; obra será entregue em 2019

Juliana Stern
Especial para o Diário

12/05/2018 | 07:00


A interligação das galerias pluviais construídas sob a Rua Jurubatuba e a Alameda Glória, em São Bernardo, iniciada ontem, simboliza entrega de mais uma etapa da construção do piscinão do Paço, cujas obras chegam a 72% de sua conclusão. O fim das intervenções, iniciadas e paralisadas pelo governo anterior, de Luiz Marinho (PT), está previsto para acontecer até novembro de 2019.

Os túneis têm 6,2 metros de diâmetro e quase um quilômetro de extensão. “Levando em consideração que nas grandes enchentes a (Rua) Jurubatuda e a (Avenida) Faria Lima pegam um metro de água, podemos ter certeza de que, com a conclusão desta obra e o programa de micro e macrodrenagem, vamos eliminar as enchentes no Centro de São Bernardo”, afirmou o prefeito Orlando Morando (PSDB), durante vistoria realizada em um dos túneis, sob a Rua Jurubatuba, na tarde de ontem. As galerias têm capacidade para armazenar até 220 milhões de litros de água.

A próxima etapa de obras será a cobertura da esplanada do Paço por uma laje espessa. “O passo seguinte é devolver a beleza ao Paço Municipal e à cidade, já que o estacionamento já entregamos”, lembrou o prefeito em relação à conclusão das 264 vagas localizadas em frente à Prefeitura. O espaço também passou a contar com sistema de microdrenagem, nova iluminação, cabines de segurança, além de nova demarcação de solo e recuperação dos canteiros. As obras foram executadas com recursos próprios.

Os trabalhos do Centro Seco, retomados no início do ano, foram iniciados em dezembro de 2013. Orçadas inicialmente em R$ 294 milhões, as intervenções terão um custo total de R$ 353 milhões, entre recursos municipais e do governo federal, via PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O projeto foi retomado após hiato entre abandono das intervenções e período de auditoria contratual, realizada pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), a pedido da Prefeitura em maio do ano passado no valor de R$ 3,7 milhões. “Contratamos o IPT para que pudéssemos ter um acompanhamento, bem como sua transparência ao contrato firmado. Assim, conseguimos ter previsão da conclusão de todo o piscinão para novembro”, diz Morando.

Para o prefeito, de todas as obras que estavam paralisadas na cidade, o Piscinão do Paço representa a retomada mais importante. “Este projeto decepcionou a população, por tantos problemas e pelo desrespeito que trouxe aos moradores. Agora, vamos acabar por definitivo com as enchentes na cidade”, comenta.

EMPREGOS

A retomada das obras em São Bernardo gerou empregos no setor da construção civil, de formas direta e indireta, segundo o prefeito. São 6.000 postos de trabalho ocupados, sendo 270 trabalhadores só para as galerias pluviais da Jurubatuba. “É um volume jamais visto de trabalhadores na construção civil da cidade”, afirma Morando. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;