Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump diz que libertação de americanos não mudará forma de lidar com Kim Jong-un

Associated Press Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Trump fez um breve pronunciamento onde foi receber os ex-prisioneiros e o secretário de Estado, Mike Pompeo



10/05/2018 | 05:14


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou na madrugada desta quinta-feira uma de suas maiores vitórias na política internacional: a libertação de três norte-americanos que estavam presos na Coreia do Norte. Trump fez um breve pronunciamento nesta quinta na Base Aérea de Andrews, no Estado norte-americano de Maryland, onde foi receber os ex-prisioneiros e o secretário de Estado, Mike Pompeo, que voltou de uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Apesar da vitória, Trump negou que a libertação vá mudar a forma como os EUA vão lidar com Kim. "Mike Pompeo fez um trabalho fantástico", disse o presidente, reforçando que a maior vitória vai ser quando toda a Península Coreana for desnuclearizada.

"Nós estamos felizes por eles (os norte-coreanos) os terem liberado antes da reunião (que Trump e Kim devem fazer em breve)", disse. "Não achávamos que isso iria acontecer", acrescentou. O presidente novamente falou sobre o encontro com o presidente Kim, reforçando que data e local já foram definidos, mas sem dar mais detalhes. "Há boas chances de que façamos algo significativo com Kim".

O avião com os três americanos aterrissou pouco antes 3h da madrugada no horário local desta quinta-feira na Base Aérea de Andrews (4h de Brasília). Trump e Pompeo chegaram antes. Apesar de anormal para um presidente cumprir um evento durante a madrugada, Trump fez questão de comparecer.

A soltura de Kim Dong Chul, Kim Hak Song e Tony Kim representou um sinal importante de entendimento entre as duas nações. Dois deles foram presos em 2017, sob a suspeita de praticarem atos hostis no país. Já Kim Dong Chul foi preso em 2015 e cumpria pena de 10 anos por espionagem.

Pompeo se reuniu com o presidente norte-coreano, Kim Jong Un, para tratar os detalhes finais da reunião entre Kim e Trump. Os três americanos embarcaram com Pompeo no avião até chegarem ao Japão, onde foram transferidos para outra aeronave com instalações médicas para a viagem de volta. Os três estão com boa saúde. Com informações da Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump diz que libertação de americanos não mudará forma de lidar com Kim Jong-un

Trump fez um breve pronunciamento onde foi receber os ex-prisioneiros e o secretário de Estado, Mike Pompeo


10/05/2018 | 05:14


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou na madrugada desta quinta-feira uma de suas maiores vitórias na política internacional: a libertação de três norte-americanos que estavam presos na Coreia do Norte. Trump fez um breve pronunciamento nesta quinta na Base Aérea de Andrews, no Estado norte-americano de Maryland, onde foi receber os ex-prisioneiros e o secretário de Estado, Mike Pompeo, que voltou de uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Apesar da vitória, Trump negou que a libertação vá mudar a forma como os EUA vão lidar com Kim. "Mike Pompeo fez um trabalho fantástico", disse o presidente, reforçando que a maior vitória vai ser quando toda a Península Coreana for desnuclearizada.

"Nós estamos felizes por eles (os norte-coreanos) os terem liberado antes da reunião (que Trump e Kim devem fazer em breve)", disse. "Não achávamos que isso iria acontecer", acrescentou. O presidente novamente falou sobre o encontro com o presidente Kim, reforçando que data e local já foram definidos, mas sem dar mais detalhes. "Há boas chances de que façamos algo significativo com Kim".

O avião com os três americanos aterrissou pouco antes 3h da madrugada no horário local desta quinta-feira na Base Aérea de Andrews (4h de Brasília). Trump e Pompeo chegaram antes. Apesar de anormal para um presidente cumprir um evento durante a madrugada, Trump fez questão de comparecer.

A soltura de Kim Dong Chul, Kim Hak Song e Tony Kim representou um sinal importante de entendimento entre as duas nações. Dois deles foram presos em 2017, sob a suspeita de praticarem atos hostis no país. Já Kim Dong Chul foi preso em 2015 e cumpria pena de 10 anos por espionagem.

Pompeo se reuniu com o presidente norte-coreano, Kim Jong Un, para tratar os detalhes finais da reunião entre Kim e Trump. Os três americanos embarcaram com Pompeo no avião até chegarem ao Japão, onde foram transferidos para outra aeronave com instalações médicas para a viagem de volta. Os três estão com boa saúde. Com informações da Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;