Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estradas somam 25 mortes entre janeiro e abril no Grande ABC

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Anchieta, Imigrantes e trechos Sul e Leste do Rodoanel contabilizaram 16 acidentes por dia


Tauana Marin

07/05/2018 | 07:03


As estradas que cortam o Grande ABC contabilizaram 1.954 acidentes nos primeiros quatro meses do ano, dado que equivale a 16 ocorrências por dia. Os registros resultaram em 25 vítimas fatais, volume semelhante ao mesmo período do ano passado, quando 27 óbitos foram computados no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) e nos trechos Sul e Leste do Rodoanel. 

Esse número é considerado preocupante por especialistas consultados pelo Diário. O cenário de imprudência e ausência de fiscalização no trânsito serve de alerta e, por isso, mobiliza campanhas de prevenção durante o mês, chamado Maio Amarelo.

De janeiro a abril deste ano foram contabilizados 1.529 acidentes no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), segundo a concessionária Ecovias. No período, 21 pessoas morreram. Já nos trechos Sul e Leste do Rodoanel, foram 425 ocorrências com quatro vítimas fatais, segundo levantamento da SPMar. Nos quatro primeiros meses do ano passado, as rodovias Anchieta e Imigrantes foram palco de 21 mortes. Nos trechos Sul e Leste do Rodoanel, foram seis óbitos.

“O volume de acidentes e óbitos é absurdo. O País volta os olhos para o combate à febre amarela, com o uso da vacina, e no trânsito não há medidas. Nós, médicos, sentimos isso nos hospitais, nas UTIs, nos centros cirúrgicos, quando pessoas sem patologias clínicas ocupam leitos por causa das imprudências no trânsito. Precisamos de vacina profilática contra essa patologia”, opina o diretor do departamento de medicina de tráfego da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), Dirceu Rodrigues Alves Júnior.

Ainda segundo o especialista, o trânsito serve para que as pessoas – pedestres, ciclistas, motociclistas, condutores de carros, ônibus e caminhões – possam se deslocar em harmonia. “Apesar da falta de conscientização das pessoas devido às falhas educacionais ainda na infância, somos omissos no que diz respeito à fiscalização e ao número de agentes para inibir os excessos cometidos nas vias públicas. É entre um radar e outro que os motoristas aproveitam para acelerar, justamente nos trechos em que os acidentes acontecem com maior frequência”, diz Alves Júnior.

De acordo com a Ecovias, os principais tipos de acidentes registrados no SAI são: colisão traseira (440 ocorrências em 2017 e 468 em 2018); choque (com 389 registros em 2017 e 410 em 2018) e colisão lateral (225 contabilizados em 2017 e 286 em 2018).

A SPMar reforça que a maior parte das ocorrências observadas no Rodoanel é devido a colisões entre veículos ou com obstáculos.

Para o consultor de engenharia de tráfego e professor da Universidade Mackenzie Paulo Bacaltchuck, a falta de campanhas mais agressivas nos meios de comunicação faz diferença. “Falta investir mais nisso. Além de, é claro, voltar a atenção para a construção de mais passarelas nas rodovias”. Segundo o educador, é preciso intensificar as políticas de fiscalizações federais, uma vez que muitos acidentes poderiam ser evitados caso as pessoas não conduzissem seus veículos fora de si (por conta da embriaguez e do uso de entorpecentes). “A fadiga e a idade da frota de caminhões e ônibus, por exemplo, também precisam ser revistas e fiscalizadas. Isso também é sinônimo de perigo”, completa Bacaltchuck. 

PREVENÇÃO

Por meio de nota, a Ecovias afirma que investe em ações de educação para o trânsito voltadas para diferentes usuários no SAI, como o Café na Passarela, que incentiva, de forma lúdica, os pedestres a utilizarem as passarelas.

Por meio de nota, a SPMar destacou que, nos sete anos de administração dos trechos Sul e Leste do Rodoanel, “tem investido em infraestrutura, dispositivos de segurança, sistemas de controle de velocidade e conscientização do motorista”. A concessionária acredita que o trabalho contribui para a redução de acidentes e, consequentemente, de vítimas.

Ecovias realiza obras na Anchieta e Imigrantes entre hoje e domingo

A Ecovias, concessionária que administra o SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), realizará serviços de manutenção dentro da programação semanal de obras entre hoje e domingo. Os trabalhos fazem parte das obrigações estabelecidas em contrato com o governo do Estado de São Paulo, sob regulação da Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo).

Equipes multitarefa da Ecovias vão fazer a recuperação de pavimento e de sinalização horizontal em todo trecho da Rodovia dos Imigrantes (entre os km 11,5 e km 70), em ambos os sentidos, das 8h às 17h e também das 21h às 5h. No mesmo trecho, serão feitos serviços de lavagem de barreira, das 8h às 17h. 

Na Via Anchieta, os trechos de Planalto (km 10 ao km 40) e de Baixada (km 55 ao km 65) vão receber trabalhos de recapeamento, além de reforço da sinalização horizontal, em diversos pontos da rodovia, das 8h às 17h e também das 21h às 5h. Nos mesmos trechos, as equipes de conservação vão inspecionar os viadutos e passarelas e realizar serviços de lavagem de barreira, das 8h às 17h. Ainda na Anchieta, as juntas de dilatação serão reparadas, do km 56 ao km 61 e do km 63 ao km 65, em ambos os sentidos, das 8h às 17h.

Prefeituras promovem atividades voltadas às crianças e pedestres 

Em São Bernardo, por exemplo, a campanha com o tema Nós Somos o Trânsito teve início na quarta-feira. A ação prevê cronograma de atividades voltadas à conscientização dos usuários do trânsito. A agenda se estenderá até o dia 27 com a realização de blitze educativas, palestras, caminhada e distribuição de laços amarelos nos semáforos e equipamentos públicos municipais.

Santo André programou diversas atividades de conscientização para motoristas, pedestres e também nas escolas de Ensino Fundamental da cidade. Estão previstas as campanhas Travessia Segura e Foca no Trânsito a partir de hoje, inclusive com a presença dos personagens Mister Mão e Foca no Trânsito.

Também será desenvolvido trabalho nas escolas com o projeto Pista Certa (apresentação de conteúdos de segurança no trânsito e valores como o respeito ao próximo e ao meio ambiente) até o dia 11. 

A Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Transportes e Trânsito, promoverá, até 4 de junho, o curso Brincando de Trânsito na Escola Municipal Hebert José de Souza (localizada à Rua Fagundes Varela, 35, Jardim Caçula). Dentre as atividades previstas estão quebra-cabeça das cidades, jogos lúdicos como trânsito seguro e minicircuito de trânsito.

Neste mesmo período está programada a realização de duas operações integradas da Secretaria de Transportes e Trânsito, GCM (Guarda Civil Municipal) e Polícia Militar para fiscalização e, também, o bloqueio educativo, sempre às sextas-feiras.

A Prefeitura de Mauá promoverá distribuição de folders, adesivos e antenas para motociclistas nas vias públicas, operação blitz educativa com apoio da GCM e da PM, palestra no Poupatempo hoje e o 1º Concurso Trânsito Na Minha Escola, com participação dos alunos do 3º ao 6º anos do Ensino Fundamental – a ideia é que os estudantes produzam vídeo de 60 a 90 segundos.

Em São Caetano, a Secretaria de Mobilidade Urbana programou eventos como teatro de fantoches, blitz mirim e a Campanha Travessia Segura.

Diadema e Rio Grande da Serra não responderam ao Diário até o fechamento desta edição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estradas somam 25 mortes entre janeiro e abril no Grande ABC

Anchieta, Imigrantes e trechos Sul e Leste do Rodoanel contabilizaram 16 acidentes por dia

Tauana Marin

07/05/2018 | 07:03


As estradas que cortam o Grande ABC contabilizaram 1.954 acidentes nos primeiros quatro meses do ano, dado que equivale a 16 ocorrências por dia. Os registros resultaram em 25 vítimas fatais, volume semelhante ao mesmo período do ano passado, quando 27 óbitos foram computados no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes) e nos trechos Sul e Leste do Rodoanel. 

Esse número é considerado preocupante por especialistas consultados pelo Diário. O cenário de imprudência e ausência de fiscalização no trânsito serve de alerta e, por isso, mobiliza campanhas de prevenção durante o mês, chamado Maio Amarelo.

De janeiro a abril deste ano foram contabilizados 1.529 acidentes no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), segundo a concessionária Ecovias. No período, 21 pessoas morreram. Já nos trechos Sul e Leste do Rodoanel, foram 425 ocorrências com quatro vítimas fatais, segundo levantamento da SPMar. Nos quatro primeiros meses do ano passado, as rodovias Anchieta e Imigrantes foram palco de 21 mortes. Nos trechos Sul e Leste do Rodoanel, foram seis óbitos.

“O volume de acidentes e óbitos é absurdo. O País volta os olhos para o combate à febre amarela, com o uso da vacina, e no trânsito não há medidas. Nós, médicos, sentimos isso nos hospitais, nas UTIs, nos centros cirúrgicos, quando pessoas sem patologias clínicas ocupam leitos por causa das imprudências no trânsito. Precisamos de vacina profilática contra essa patologia”, opina o diretor do departamento de medicina de tráfego da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), Dirceu Rodrigues Alves Júnior.

Ainda segundo o especialista, o trânsito serve para que as pessoas – pedestres, ciclistas, motociclistas, condutores de carros, ônibus e caminhões – possam se deslocar em harmonia. “Apesar da falta de conscientização das pessoas devido às falhas educacionais ainda na infância, somos omissos no que diz respeito à fiscalização e ao número de agentes para inibir os excessos cometidos nas vias públicas. É entre um radar e outro que os motoristas aproveitam para acelerar, justamente nos trechos em que os acidentes acontecem com maior frequência”, diz Alves Júnior.

De acordo com a Ecovias, os principais tipos de acidentes registrados no SAI são: colisão traseira (440 ocorrências em 2017 e 468 em 2018); choque (com 389 registros em 2017 e 410 em 2018) e colisão lateral (225 contabilizados em 2017 e 286 em 2018).

A SPMar reforça que a maior parte das ocorrências observadas no Rodoanel é devido a colisões entre veículos ou com obstáculos.

Para o consultor de engenharia de tráfego e professor da Universidade Mackenzie Paulo Bacaltchuck, a falta de campanhas mais agressivas nos meios de comunicação faz diferença. “Falta investir mais nisso. Além de, é claro, voltar a atenção para a construção de mais passarelas nas rodovias”. Segundo o educador, é preciso intensificar as políticas de fiscalizações federais, uma vez que muitos acidentes poderiam ser evitados caso as pessoas não conduzissem seus veículos fora de si (por conta da embriaguez e do uso de entorpecentes). “A fadiga e a idade da frota de caminhões e ônibus, por exemplo, também precisam ser revistas e fiscalizadas. Isso também é sinônimo de perigo”, completa Bacaltchuck. 

PREVENÇÃO

Por meio de nota, a Ecovias afirma que investe em ações de educação para o trânsito voltadas para diferentes usuários no SAI, como o Café na Passarela, que incentiva, de forma lúdica, os pedestres a utilizarem as passarelas.

Por meio de nota, a SPMar destacou que, nos sete anos de administração dos trechos Sul e Leste do Rodoanel, “tem investido em infraestrutura, dispositivos de segurança, sistemas de controle de velocidade e conscientização do motorista”. A concessionária acredita que o trabalho contribui para a redução de acidentes e, consequentemente, de vítimas.

Ecovias realiza obras na Anchieta e Imigrantes entre hoje e domingo

A Ecovias, concessionária que administra o SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), realizará serviços de manutenção dentro da programação semanal de obras entre hoje e domingo. Os trabalhos fazem parte das obrigações estabelecidas em contrato com o governo do Estado de São Paulo, sob regulação da Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo).

Equipes multitarefa da Ecovias vão fazer a recuperação de pavimento e de sinalização horizontal em todo trecho da Rodovia dos Imigrantes (entre os km 11,5 e km 70), em ambos os sentidos, das 8h às 17h e também das 21h às 5h. No mesmo trecho, serão feitos serviços de lavagem de barreira, das 8h às 17h. 

Na Via Anchieta, os trechos de Planalto (km 10 ao km 40) e de Baixada (km 55 ao km 65) vão receber trabalhos de recapeamento, além de reforço da sinalização horizontal, em diversos pontos da rodovia, das 8h às 17h e também das 21h às 5h. Nos mesmos trechos, as equipes de conservação vão inspecionar os viadutos e passarelas e realizar serviços de lavagem de barreira, das 8h às 17h. Ainda na Anchieta, as juntas de dilatação serão reparadas, do km 56 ao km 61 e do km 63 ao km 65, em ambos os sentidos, das 8h às 17h.

Prefeituras promovem atividades voltadas às crianças e pedestres 

Em São Bernardo, por exemplo, a campanha com o tema Nós Somos o Trânsito teve início na quarta-feira. A ação prevê cronograma de atividades voltadas à conscientização dos usuários do trânsito. A agenda se estenderá até o dia 27 com a realização de blitze educativas, palestras, caminhada e distribuição de laços amarelos nos semáforos e equipamentos públicos municipais.

Santo André programou diversas atividades de conscientização para motoristas, pedestres e também nas escolas de Ensino Fundamental da cidade. Estão previstas as campanhas Travessia Segura e Foca no Trânsito a partir de hoje, inclusive com a presença dos personagens Mister Mão e Foca no Trânsito.

Também será desenvolvido trabalho nas escolas com o projeto Pista Certa (apresentação de conteúdos de segurança no trânsito e valores como o respeito ao próximo e ao meio ambiente) até o dia 11. 

A Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Transportes e Trânsito, promoverá, até 4 de junho, o curso Brincando de Trânsito na Escola Municipal Hebert José de Souza (localizada à Rua Fagundes Varela, 35, Jardim Caçula). Dentre as atividades previstas estão quebra-cabeça das cidades, jogos lúdicos como trânsito seguro e minicircuito de trânsito.

Neste mesmo período está programada a realização de duas operações integradas da Secretaria de Transportes e Trânsito, GCM (Guarda Civil Municipal) e Polícia Militar para fiscalização e, também, o bloqueio educativo, sempre às sextas-feiras.

A Prefeitura de Mauá promoverá distribuição de folders, adesivos e antenas para motociclistas nas vias públicas, operação blitz educativa com apoio da GCM e da PM, palestra no Poupatempo hoje e o 1º Concurso Trânsito Na Minha Escola, com participação dos alunos do 3º ao 6º anos do Ensino Fundamental – a ideia é que os estudantes produzam vídeo de 60 a 90 segundos.

Em São Caetano, a Secretaria de Mobilidade Urbana programou eventos como teatro de fantoches, blitz mirim e a Campanha Travessia Segura.

Diadema e Rio Grande da Serra não responderam ao Diário até o fechamento desta edição. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;