Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Primeiros B-52 já decolaram para o Iraque


Da AFP

21/03/2003 | 09:18


O super-bombardeiro B-52, peça essencial do dispositivo dos Estados Unidos no Vietnã e no conflito do Golfo de 1991, volta ao serviço para participar da ofensiva contra o Iraque, desta vez dotado com bombas guiadas por satélite.

Os B-52 decolaram nesta sexta-feira de manhã na base de Fairford (Oeste da Inglaterra) pela primeira vez desde o começo da guerra no Iraque. Catorze B-52 estão estacionados desde o começo do mês na base de Fairford.

O primeiro avião decolou às 10h locais, seguido de outros dois. Estes aviões não estavam equipados com mísseis cruzeiros sob suas asas. Bombas clássicas foram carregadas nos últimos dias nos bombardeiros. Essas velhas fortalezas voadoras (Stratofortress), com mais idade que seus pilotos, foram utilizadas pela última vez nas campanhas militares no Afeganistão, onde espalharam bombas nas posições talibãs e forneceram apoio às tropas em terra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Primeiros B-52 já decolaram para o Iraque

Da AFP

21/03/2003 | 09:18


O super-bombardeiro B-52, peça essencial do dispositivo dos Estados Unidos no Vietnã e no conflito do Golfo de 1991, volta ao serviço para participar da ofensiva contra o Iraque, desta vez dotado com bombas guiadas por satélite.

Os B-52 decolaram nesta sexta-feira de manhã na base de Fairford (Oeste da Inglaterra) pela primeira vez desde o começo da guerra no Iraque. Catorze B-52 estão estacionados desde o começo do mês na base de Fairford.

O primeiro avião decolou às 10h locais, seguido de outros dois. Estes aviões não estavam equipados com mísseis cruzeiros sob suas asas. Bombas clássicas foram carregadas nos últimos dias nos bombardeiros. Essas velhas fortalezas voadoras (Stratofortress), com mais idade que seus pilotos, foram utilizadas pela última vez nas campanhas militares no Afeganistão, onde espalharam bombas nas posições talibãs e forneceram apoio às tropas em terra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;