Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Cumprimento de acordo para corte na produção de petróleo superou 140% em março



20/04/2018 | 04:48


O cumprimento do acordo para corte na produção global de petróleo superou a marca de 140% em março, segundo autoridades ligadas ao setor.

Segundo o presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Suhail al-Mazroui, o índice de adesão ao acordo no mês passado foi de 149%.

Al-Mazroui, que também é ministro do petróleo dos Emirados Árabes Unidos, fez o comentário antes de entrar numa reunião ministerial de monitoração do acordo a ser realizada nesta sexta-feira na cidade saudita de Jidá.

Para o ministro do petróleo da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, a taxa de cumprimento de março foi de 145%.

Por um acordo iniciado em janeiro de 2017, a Opep e dez países que não pertencem ao grupo, incluindo a Rússia, têm buscado reduzir sua produção combinada de petróleo em cerca de 1,8 milhão de barris por dia.

Al-Mazroui disse hoje que o acordo precisa ser mantido até o fim do ano, como está previsto, mas ressaltou que a Opep não tem uma meta de preço para o petróleo. Nos últimos dias, surgiram relatos de que autoridades sauditas esperavam ver o petróleo subir para U$$ 80,00 ou "até mesmo" US$ 100 por barril nos próximos meses. Atualmente, as cotações do petróleo estão em torno de US$ 68,00 a US$ 73,00 por barril, dependendo da referência.

Al-Mazroui comentou ainda que a Opep e aliados estão buscando fechar um pacto "que dure para sempre". Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;