Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Regina assumirá cadeira de deputada na Assembleia


Gustavo Pinchiaro
do Diário do Grande ABC

29/12/2010 | 07:09


Após o imbróglio eleitoral, a vereadora de Diadema Regina Gonçalves (PV) vai, enfim, assumir a cadeira de deputada estadual em março. O deputado reeleito Edson Giriboni (PV) foi indicado como o próximo secretário de Saneamento e Recursos Hídricos pelo governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB). Com isso, a verde, que era 1ª suplente do partido, alcança o status de parlamentar. O Grande ABC passa a figurar com sete deputados na Assembleia Legislativa para a legislatura 2011-2014.

Regina era considerada eleita até a véspera da diplomação. O ministro Adir Passarinho do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em decisão monocrática, liberou o ex-prefeito de Atibaia Roberto Tricoli (PV) dos questionamentos da Lei da Ficha Limpa, por conta de uma contratação sem licitação, e retirou a vaga da verde, que acabou como 1ª suplente.

Ao mesmo tempo que retirou a cadeira, Tricoli quase foi indicado como secretário de Meio Ambiente e, assim, devolveria a vaga a Regina. Por conta de "dificuldades de composição" Alckmin acabou colocando o deputado reeleito Bruno Covas (PSDB).

Com o peso da terceira maior bancada - nove deputados, atrás apenas de PT e PSDB - os verdes reivindicavam duas secretarias no governo paulista. "A ideia eram duas secretarias, mas por conta da dificuldade de formação da base, acabamos com uma", explicou o prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PV).

O Executivo também destaca o crescimento de representatividade na indicação em relação ao governo anterior de José Serra (PSDB- 2007-2010). "Tínhamos a de Promoção Social, que não era bem uma secretaria. Agora estamos onde tem mais a ver com o partido", disse.

O deputado federal Márcio França (PSB) também foi anunciado como secretário de Turismo. França era cotado para ocupar o Ministério do Turismo no governo Dilma Rousseff (PT) e, no grande ABC, era incentivador da aliança PSB-PT. "O PSB foi desvalorizado pelo governo federal. Só ficamos com dois ministérios e sem muito destaque. Em Diadema seremos governistas", disse o secretário de Segurança Alimentar do governo Mário Reali (PT, Diadema) e dirigente do PSB municipal, Manoel José da Silva, o Adelson.

 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;